Lembra que na última semana falamos de um jogador do Ajax que acordou de um coma após dois anos e meio? Pois é, o clube holandês informou nesta última segunda-feira que irá cancelar o contrato do meia Abdelhak Nouri, que sofreu uma arritmia cardíaca durante uma partida amistosa de pré-temporada do Ajax em 8 de julho de 2017.

A informação que trazemos até aqui para você, foi primeiramente publicada pelo jornal holandês "De Telegraaf", que descreve que a decisão foi tomada como forma de contensão de despesa por conta da pandemia do Coronavírus. Com isso, Nouri e outros atletas, entre eles o veterano - Babel, que possuem contrato com o Ajax até 1º de julho deste ano, ficarão sem seus vínculos e com isso o clube evitará uma renovação automática por mais uma temporada.

No entanto, a decisão do Ajax - seja ela correta ou não, com certeza irá colocar mais lenha na fogueira em uma "briga" jurídica com a família do atleta que vem se recuperando do trauma, mas que dificilmente voltará aos gramados.

No ano de 2018, o clube holandês admitiu que tratou o caso Nouri de forma inadequada, reconhecendo que certos procedimentos no pronto-atendimento poderiam ter evitado danos cerebrais ao ex-atleta. Fato esse que levou a família do jogador a processar o clube.

Vale aqui ressaltar que o Ajax não fez nenhuma menção sobre o despertar de Nouri do coma - o que mostra o problema jurídico entre as partes. Nouri na época do "acidente" era uma promessa do futebol holandês.