FIFA pune Guerrero com um ano de suspensão

Com a punição imposta pela FIFA, Paolo Guerrero só poderá retornar aos gramados em novembro de 2018.

Por
Compartilhe

Saiu o anúncio da FIFA sobre o caso de doping de Paolo Guerrero – a entidade máxima do futebol mundial anunciou em seu site oficial nesta sexta-feira, a suspensão por um ano do jogador.

Advogados do jogador irão entrar com recursos para colocar o jogado na Copa do Mundo em 2018.Advogados do jogador irão entrar com recursos para colocar o jogado na Copa do Mundo em 2018.

Confira o comunicado divulgado pela FIFA:

“Em 7 de setembro de 2017, o Comitê Disciplinar da FIFA decidiu, depois de analisar todas as circunstâncias específicas do caso, suspender o jogador internacional peruano Paolo Guerrero por um ano. O jogador testou positivo para o metabólito de cocaína, a “benzoilecgonina”, uma substância inclusa na Lista de Proibição de 2017 da WADA sob a classe “S6 – Estimulantes”, após um teste de controle de doping realizado após o confronto da competição preliminar da Copa do Mundo de 2018, em Buenos Aires, contra a Argentina, dia 05 de outubro de 2017. Ao testar positivo para uma substância proibida, o jogador violou o artigo 6 do Regulamento Antidopagem da FIFA e, como tal, violou o artigo 63 do Código Disciplinar da FIFA. O período de suspensão começa dia 03 de novembro de 2017, data em que o jogador foi suspenso provisoriamente pelo presidente do Comitê Disciplinar da FIFA. Em conformidade com o artigo 29 do Regulamento Antidopagem da FIFA, a suspensão abrange, entre outros, todos os tipos de correspondências, incluindo jogos nacionais, internacionais, amistosos e oficiais. As partes da decisão foram devidamente notificadas no dia de hoje".

O resultado do julgamento é em primeira instância e cabe recursos. A defesa do jogador vai recorrer à Comissão de Apelação, na Fifa, para que não perca a disputa da Copa do Mundo, que começa no dia 14 de junho, na Rússia.

Se a punição não for revertida junto a "Comissão de Apelação", Paolo Guerrero ficará de fora da Copa do Mundo da Rússia, no ano que vem e muito provavelmente não jogará mais pelo Flamengo, uma vez que seu contrato encerra em agosto de 2018.

Cumprindo normalmente com os compromissos com o atacante Paolo Guerrero até o resultado final sair, o Flamengo pensa a partir de agora acionar a “Federação Peruana de Futebol”, a grande responsável pela possível contaminação do jogador com o metabólito encontrado em um chá de coca.

O Flamengo a partir de agora poderá rescindir sem custo o contrato do atacante, uma fez que ele está previsto no acordo entre jogador e clube – essa é uma regra padrão para o vínculo com os atletas. Vale salientar que o Flamengo ainda não se manifestou a respeito da suspensão de Guerrero. Internamente a direção já esperava pelo pior.

Mais sobre: paolo-guerrero doping fifa
Comentários