Antes mesmo de saber o veredicto final da FIFA sobre o processo de doping por parte do atacante Paolo Guerrero, da seleção peruana e do Flamengo, a entidade máxima do futebol estende a suspensão provisória por mais 10 dias, para dar mais tempo para todo o processo ser analisado - a mesma acabava nesta segunda-feira.

Guerrero teve seu teste "antidoping" positivo para a substância benzoilecgonina, ativo principal da cocaína, proveniente da folha de coca usada para chás. Segundo a defesa do atacante, a FIFA irá divulgar o resultado do processo do julgamento ocorrido em Zurique, na Suíça, na última quinta-feira, nos próximos dias.

Se condenado for, Guerrero poderá pegar uma suspensão de até quatro anos, mas pouco provável, segundo matéria divulgada no globoesporte.com, uma vez que os advogados do atleta conseguiram provar algumas dúvidas em relação ao caso.

O caso se deu no dia 05 de outubro, quando a seleção peruana enfrentou a Argentina, em Buenos Aires, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.