De acordo com as informações Ocimar Bolicenho - diretor de futebol cruzeirense, Dedé não deve mesmo permanecer no clube mineiro em 2020; segundo o dirigente, o jogador não chegou a um acordo para a redução de salários e seu destino está em aberto. "Ele não tem condição de aguentar o que o Cruzeiro está oferecendo e está tentando uma recolocação no mercado. Como estamos em condições de não poder oferecer nada, ele que está se virando com isso", afirmou o dirigente, em entrevista à "ESPN".

O zagueiro chegou ao clube em 2013, após se destacar na equipe do Vasco. O Cuz-Maltino, por sua vez, tem o desejo de contar com o atleta pra 2020, mas o alto valor é um empecilho, porém, com sua eminente saída do Cruzeiro, a direção do clube carioca deverá voltar à carga sobre seu antigo jogador. Caso contrário, Dedé poderá reforçar qualquer outra equipe do futebol nacional ou estrangeiro nesta temporada.

Se um acerto se confirmar com o "cruzmaltino", Dedé voltará a trabalhar com Abel Braga, com quem esteve junto na última temporada no Cruzeiro por um tempo. Pelo Cruzeiro, Dedé conta até aqui com 181 jogos disputados, com 15 gols marcados, sendo um grande vencedor na "Toca da Raposa" nos últimos anos.

Dedé pode ser um dos principais reforços do Vasco para 2020 - falta acertar salários com o clube carioca.
Dedé pode ser um dos principais reforços do Vasco para 2020 - falta acertar salários com o clube carioca.