No auge de sua carreira aos 27 anos, o melhor goleiro do mundo segundo a FIFA retorna após lesão na panturrilha. Claro que estamos falando de Alisson Becker - goleiro do Liverpool e que poderá reforçar a sua equipe diante do Manchester United, em um clássico válido pela Premier Legue, neste próximo domingo.

Em uma breve análise de sua carreira, disse ele que as coisas em sua vida profissional ocorrem de maneira muito rápida.

"As coisas aconteceram de uma maneira muito rápida. Eu sempre tive na minha cabeça isso, e para quem trabalhou comigo sempre falava isso, eu queria ser diferente. Queria começar jogando cedo. Quando virei titular no Internacional, na minha cabeça já tinha passado da minha hora. Me preparei muito, estava muito preparado para todas as responsabilidades e mesmo acreditando em um bom trabalho realizado, muitos pessoas não confiavam, a maioria não conhece o dia a dia", declarou ele ao site "globoesporte.com".

Na mesma entrevista o goleiro brasileiro foi pergunta sobre o possível rival do Liverpool, na final do Mundial de Clubes - aqui falando de Flamengo e Grêmio - um com certeza estará na grande decisão da Libertadores; mas em questão de escolher qual, ele desconversou:

"O Flamengo é uma grande equipe, assim como Grêmio. São os melhores do Brasil na atualidade. Lógico que fico na torcida para enfrentar um time brasileiro no Mundial, se o Liverpool passar. Tenho grades amigos nas duas equipes, como Filipe Luis, no Flamengo e como Everton, no Grêmio. Com certeza será muito divertido jogar contra eles", finalizou.