Com uma decisão na próxima quarta-feira, contra o Fluminense pela Sul-Americana, esta segunda não poderia ter começado melhor para os Rubro-Negros. Após três meses de ter sido diagnosticado com um tumor no testículo, o meia Ederson volta ao convívio de seus parceiros de clube - ao retornar aos trabalhos no centro de treinamento do Flamengo.

Pegando leve para que o camisa 10 não sinta o ritmo puxado e vá voltando aos poucos a sua rotina normal, os preparadores físicos do clube acreditam que ele volte a treinar com bola ainda esse ano, mas de fato mesmo, eles querem deixar o meia pronto para a pré-temporada, no ano que vem junto com seus colegas de Flamengo.

Com o início rápido de tratamento, logo que soube do diagnóstico, Ederson se submeteu a uma cirurgia para a retirada do tumor e desde lá ele vem realizando todas as etapas, inclusive passando pelo tratamento de quimioterapia - durante os três meses de luta contra o câncer, recebeu muito apoio de seus companheiros de clube, de profissão e de torcedores de todos os clubes do país.

Ainda durante esse período fora do convívio futebolístico - profissionalmente, Ederson fez questão de ir a alguns jogos do "Mengão" e sempre que pode, aproveitou para visitar os companheiros no Ninho do Urubu. Nesta temporada o meia atuou em sete partidas e não marcou nenhum gol.