Recuperado de grave lesão na tíbia ocorrida em março, logo em sua primeira partida pelo Henan Jianye - da China, Henrique Dourado pode não voltar ao país e ao clube.

Durante os 140 dias de recuperação de sua lesão na perna direita, logo em sua estreia - como já declaramos, o clube chinês que preencheu todas as vagas para estrangeiros possíveis em seu elenco para a disputa da Superliga Chinesa, poderá emprestar o atleta a outro clube do país ou de fora dele, podendo retornar ao Brasil, mas para isso Henrique Dourado terá que ampliar o seu vínculo com seu atual time.

Henrique Dourado saiu de ambulância do gramado em sua primeira partida pelo clube chinês- imagem: Sina.com
Henrique Dourado saiu de ambulância do gramado em sua primeira partida pelo clube chinês- imagem: Sina.com

Com a ampliação do seu vínculo com o Henan Jianye, existe a possibilidade de o atacante permanecer no Brasil. Ansioso para voltar aos gramados, o atleta sabe que precisará ter paciência, uma vez que ele iniciou há pouco tempo a sua volta ao convívio com a "bola".

Sob os cuidados do fisioterapeuta do Flamengo - seu antigo clube, o atacante voltou às atividades com bola no último mês, onde desde então busca o seu melhor condicionamento físico, faltando a ele agora buscar o ritmo de jogo.

Em entrevista ele declarou que vive um momento diferente na profissão e que está ansioso para volta logo a jogar.

"De fato esses cinco meses foram bem diferentes do que já vivi. Apesar de estar ansioso para voltar logo a jogar, sei que é preciso ter paciência. Agora falta pouco e em breve poderemos ter novidades. Estou pronto, só recuperar o ritmo de jogo", declarou Henrique Dourado.

Vale lembrar que o atacante foi o artilheiro do Brasileirão em 2017. Em sua carreira, o "Ceifador" como também é conhecido, marcou 140 gols, em 350 partidas disputadas.