Daniel Alves embarca para Europa para definir seu futuro no futebol

Ao lado de Fransérgio – seu empresário, Dani Alves quer seguir competindo em uma liga forte e competitiva, visando a Copa do Mundo de 2002 – seu grande objetivo.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Depois do merecido descanso após a conquista do título da Copa América – pelo Brasil, Daniel Alves embarca para a Europa atrás de seu futuro no futebol. O lateral embarcou nesta quarta-feira juntamente com seu empresário para o Velho Continente para ouvir a oferta de pelo menos dois clubes.

O veterano de 36 anos que não pensa em pendurar suas chuteiras quer pelo menos seguir no Velho Continente por mais duas temporadas, antes de decidir se para ou se volta para o futebol brasileiro e pensando justamente nisso, é que deverá a partir desta próxima quinta-feira começar a definir a sua vida fora do país.

Daniel Alves - ex-jogador do Paris Saint-Germain.Daniel Alves - ex-jogador do Paris Saint-Germain.

 Ao lado de Fransérgio – seu empresário, Dani quer seguir competindo em uma liga forte e competitiva, visando a Copa do Mundo de 2002 – seu grande objetivo. Sem revelarem quais seriam esses dois clubes, o empresário do lateral garante que são duas equipes do primeiro escalão do futebol europeu.

Sem contrato com o Paris Saint-Germain desde o final da última temporada e logo em sequência disputando a Copa América, no Brasil, o jogador não quis falar sobre o seu futuro durante esse período, dedicando-se 100% a camisa amarela – tanto que foi considerado pelos organizadores da competição e pela Conmebol, como o melhor atleta do torneio, deixando-o assim em alta.

Vale lembrar que o nome de Daniel Alves vem sendo constantemente ligado ao Manchester City – time esse comandado por seu amigo e ex-treinador – Pep Guardiola, na época de Barcelona. Com passagens por Espanha, Itália e França, Dani quer se aventurar em uma nova liga, e a liga inglesa é a que mais lhe chama a atenção no momento.

“Gosto de desafios, gosto da inquietude de poder tentar alguma coisa diferente. Mas agora vamos sentar com calma. Estou livre, sou jogador da seleção brasileira e aberto a ofertas. A aprender inglês, por exemplo? Yes, of course”, brincou ele, ao ser questionado se poderia atuar na equipe comandada por Pep Guardiola.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal