Roberto Carlos revela que treinador quase destruiu sua carreira

Ex-lateral esquerdo da Seleção Brasileira, Roberto Carlos revelou esta semana alguns detalhes de sua carreira.

Por
Compartilhe

Um dos melhores jogadores da história do futebol revelou esta semana detalhes de sua carreira e revelou um segredo que quase acabou com sua carreira. Roberto Carlos, Penta Campeão Mundial pela Seleção Brasileira - já aposentado aposentado - afirmou que o treinador Roy Hodgson, seu comandante na época de Inter de Milão, não possuía conhecimento suficiente para ajudá-lo a melhorar seu desempenho.

Roberto Carlos - ex- jogador de futebol.Roberto Carlos - ex- jogador de futebol.

Em entrevista ao “PlanetFootball” Roberto Carlos disse que o ex-treinador de Internazionale quase destruiu sua carreira:

“Ele quase me destruiu. Ele me escalava para atuar no meio-campo e com essa atitude dele, pensei que poderia destruir minha carreira na seleção. Não é que tivéssemos uma má relação ou problemas um com o outro, mas a verdade era que ele entendia muito pouco de futebol. A Inter de Milão perdeu a final da Taça UEFA contra o Schalke 04, em 1996, simplesmente por culpa de Hodgson”, finalizou o ex-craque do Palmeiras, Inter de Milão, Real Madrid e da Seleção Brasileira. 

Leia também:

Roberto Carlos que foi revelado em 1990, pelo União São João, deixou os gramados em 2012, quando se aposentou. Um dos maiores atletas do futebol brasileiro, o lateral que teve uma passagem pelo Atlético Mineiro, brilhou no Palmeiras - com 185 partidas disputadas e 18 gols. Com boas exibições no clube brasileiro, logo chamou a atenção do futebol europeu e acabou se transferindo para a Inter de Milão, onde ficou até 1996.

Roberto Carlos revela que treinador quase destruiu sua carreira

Depois foi negociado para o Real Madrid, clube onde viveu o melhor momento dacarreira. Na Espanha, Roberto Carlos disputou 527 jogos, marcau 69 gols e conquistou 13 títulos. O jogador foi destaque da Liga dos Campeões nas edições de 1997/1998, 1999/2000 e 2001/2002.

Pela Seleção Brasileira, o lateral-esquerdo foi um dos jogadores que mais vezes vestiu a amarelinha com 125 participações, conquistando as Copas Américas de 1997 e 1999, a Copa das Confederações em 1997. Mas seu maior título pela Seleção Brasileira foi a conquista do Penta Campeonato Mundial, em 2002.

Comentários