Com uma carreira elogiável, Juan se destaca no Flamengo e vira uma das principais peças de Rueda para a Sul-Americana e Copa do Brasil. Reserva em boa parte do ano, com a chegada de Rueda Juan subiu de patamar e é um dos atletas mais bem vistos pelo treinador.

Preservado em várias partidas do Campeonato Brasileiro para evitar o risco de ficar de fora das "Copas", Juan realiza com frequência trabalhos físicos específicos, tanto na área de fisiologia, quanto na preparação física. Sua programação é diferenciada e suas atividades mudam conforme o seu desgaste.

Alegre e sem se preocupar com o futuro, Juan s√≥ pensa em quebrar a marca do zagueiro que j√° foi um exemplo para ele - J√ļnior Baiano, que foi o maior zagueiro-artilheiro do clube (32 gols marcados). Juan tem apenas um gol a menos; o trig√©simo primeiro contabilizado na vit√≥ria por 4-0 contra¬†a Chapecoense.¬†

Sem esconder a alegria, Juan diz que a marca não é uma "prioridade", sobretudo no momento decisivo do clube:

"Tem que ser ao natural. Obviamente que ficarei muito feliz se puder bater essa marca e colocar meu nome na hist√≥ria do clube, ainda mais superando um jogador do n√≠vel do J√ļnior Baiano. Eu sei o quanto ele representou para o Flamengo e para mim em meu in√≠cio de carreira, mas as coisas t√™m de sair com naturalidade. O importante √© o lado coletivo - quando o time come√ßa a jogar bem, os aspectos individuais aparecem. Uma hora sou eu, outra √© o Cu√©llar e seguramente outros jogadores, pois existem muitos nesse elenco", declarou o zagueiro.

Perguntado sobre o momento de Juan, Reinaldo Rueda sorri e se diz estar gratificado com as belas atua√ß√Ķes do zagueiro:

"Falar do Juan é comentar sobre um jogador com grande experiência, grande condição técnica, de trajetória brilhante. Para nós é muito gratificante ter a segurança que ele dá a equipe. Estamos cuidando, sabemos que temos de ter muito cuidado em todos os aspectos para que sempre esteja à disposição", declarou Rueda.