Elias continua aguardando um posicionamento do Atlético-MG sobre seu futuro

“Como já disse, o clube tem o direito de oferecer o jogador, de não querer renovar ou querer esperar, que agora é hora de esperar, mesmo com um ano de contrato. Eu entendo, mas poderia ser feito de outra forma" falou Elias sobre o caso com o Internacional.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Como já declaramos ontem em outra matéria, o meia – Elias, do Atlético-MG está em conflito com a direção do “Galo” e após o término da partida contra o Cruzeiro no final de semana, pelo Campeonato Mineiro, o jogador falou aos repórteres sobre uma possível saída do clube.

Nesta mesma conversa, Elias falou que durante essa semana terá uma agenda cheia, com treinos e conversas com a direção do Atlético-MG – tudo na tentativa de acertar seu futuro – seja ele no clube ou fora do mesmo. Com contrato válido até janeiro de 2020 com o “Galo”, o meia a partir de julho se não renovar seu vínculo estará livre para assinar com qualquer equipe que quiser.

Aos 33 anos, o volante tenta chegar a um acordo com o Atlético-MG, que segundo ele, não o deixou sair para o Internacional, ao qual já tinha tudo acertado. Com uma reunião agendada na última semana entre ele, seu agente e a direção mineira, Elias não gostou nada de como os dirigentes trataram a mesma, sendo que ao invés do presidente estar presente, mandou um representante, o que desagradou muito Elias e seu “staff”.

Elias se diz bastante chateado com a direção do Atlético-MG.Elias se diz bastante chateado com a direção do Atlético-MG.

Em sua última entrevista após o clássico mineiro, Elias deu a seguinte declaração:

“O jogador precisa estar bem na parte tática, física e técnica, mas também na parte mental. Eu venho me preparando muito bem, desde quando classificamos a equipe para Libertadores. Venho me preparando, fazendo trabalhos a parte em busca de um objetivo, que é classificar o Atlético-MG para a fase de grupos. Contei com a ajuda dos meus companheiros e da comissão técnica para me dar tranquilidade e para continuar trabalhando da melhor maneira possível. Para esquecer os problemas e deixar para as pessoas capacitadas resolverem, que são meu pai e meus agentes, para eles resolverem da melhor maneira junto ao clube”.

Mesmo sem jamais ter reclamado de estar no clube, Elias acredita que faltou respeito por parte da direção com ele no caso, onde o jogador reforça sua postura profissional dentro e fora de campo.

“Estou feliz. Só acompanhar o treinamento, sabe o quanto eu brinco e sou respeitado. O quanto eu respeito os companheiros. Estou triste pela maneira que fui tratado e toda a situação. O clube tem todo direito de oferecer o jogador e não querer renovar. O clube tem o direito e a gente tem que respeitar, mas por eu ser um líder e um profissional sempre correto, por ter ficado na reserva sem reclamar ou feito biquinho, acredito que tinha que ter tido um pouco mais de respeito. Pela história que tenho no futebol. Sempre estou ajudando a equipe e queria somente um pouco de respeito. O clube tem o direito de fazer o que bem quiser com o atleta, desde que esse seja tratado com a verdade, olho no olho. Isso revolve com palavras”, declarou Elias.

Além de tudo isso, o atleta também revelou que já tinha tudo acertado com o Sport Clube Internacional e que esse já tinha tudo acertado com o Atlético-MG e na hora “H” a direção do “Galo” deu pra trás.

“Como já disse, o clube tem o direito de oferecer o jogador, de não querer renovar ou querer esperar, que agora é hora de esperar, mesmo com um ano de contrato. Eu entendo, mas poderia ser feito de outra forma. O clube me ofereceu para o Inter e outros clubes, e deu autorização para que eu pudesse negociar. Acertei com o Colorado, criei uma expectativa e depois o presidente achou melhor não fechar o negócio e inviabilizou. É um direito que ele tem, mas que seja honesto e que respeite o atleta, que é bastante comprometido com a equipe. Poderia ter conversado comigo, falar que ofereceu, mas agora é outra situação. Eu gosto das coisas claras. Eu sou sincero naquilo que penso e vou continuar a ser assim, porque é do meu caráter”, finalizou.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal