Fluminense é condenado a pagar R$ 7,5 milhões ao meia Marquinhos, hoje no Atlético-PR

Após receber o pagamento da primeira e posteriormente não receber mais nenhuma, o atleta procurou a justiça do trabalho – no dia 10 de agosto deste ano.

Por
Compartilhe

Com contrato rescindido no final do ano passado, Marquinho ganhou na “justiça” o direito de receber o que foi tratado com a direção do Fluminense. O clube terá que pagar ao meia, R$ 7,5 milhões.

Atualmente defendendo o Atlético-PR, Marquinhos teve sua ação na justiça proferida nesta quarta-feira. Além do valor devido ao atleta, a justiça ainda cobra multa e juros – o Fluminense só havia pago a primeira parcela de um acordo feito entre o empresário do jogador e a própria direção do clube das “Laranjeiras”, em janeiro deste ano.

Além da multa milionária, o clube carioca também terá que arcar com todas as despesas do processo – cerca de R$ 150 mil. Conforme já manifestamos, a sentença foi proferida nesta quarta-feira pela juíza Juliana Ribeiro Castello Brando, da 53ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro.

Marquinhos, na época em que defendia as cores do Fluminense.Marquinhos, na época em que defendia as cores do Fluminense.

Lembrando o caso:

O meia Marquinhos foi um dos oito atletas dispensados pelo clube das Laranjeiras no final do ano passado, onde a direção do Tricolor Carioca visava reduzir a folha salarial para a atual temporada. Destes todos, seis firmaram acordo com o Fluminense e cinco já entraram na justiça cobrando o cumprimento do mesmo.

No início deste ano, a direção do Fluminense havia firmado um acordo de rescisão no valor de R$ 6 milhões – direito de salários atrasados, férias, 13º, FGTS e multa rescisória. O valor então seria dividido em parcelas de R$ 1 milhão (paga) e outras nos valores de R$ 2,6 milhões e de 20 parcelas de R$ 120 mil.

Após receber o pagamento da primeira e posteriormente não receber mais nenhuma, o atleta procurou a justiça do trabalho – no dia 10 de agosto deste ano. Vale ressaltar que no acordo firmado entre atleta e clube, estava previsto uma multa de 10% sobre o saldo devedor e juros de 1% ao mês.

 

Comentários