Advogados de Felipe Melo exigem sua reintegração ao grupo principal

Caso Felipe Melo e Palmeiras rende novo capítulo nesta semana.

Por
Compartilhe

Afastado dos treinos do Palmeiras por opção do técnico Cuca, Felipe Melo recorre aos advogados para entregaram uma notificação solicitando a sua reintegração junto ao elenco do Palmeiras. No documento, os representantes do jogador alegam que Felipe Melo vem sofrendo assédio moral por não poder trabalhar em conjunto com os demais companheiros. Se o Palmeiras não atender ao pedido feito pelos advogados, o atleta poderá encaminhar um pedido a Justiça do Trabalho solicitando a rescisão de contrato, o que ainda poderia render uma quantia indenizatória ao volante.

Felipe Melo sempre rendeu notícias nos clubes por onde passouFelipe Melo sempre rendeu notícias nos clubes por onde passou

Pessoas ligadas tanto ao clube quanto ao jogador acreditam que essa medida poderá ser o fim da novela Felipe Melo/Palmeiras e assim definir de vez sua saída do clube paulista. Ver Felipe Melo vestindo a camisa do Palmeiras é algo improvável para a Direção e reintegrá-lo ao elenco profissional por obrigação, geraria um mal-estar com o treinador e um desconforto entre as partes envolvidas.

A direção do Palmeiras informou recentemente que até o momento não recebeu nenhum contato oficial de nenhum clube pelo jogador e que o mesmo não será liberado de forma fácil, como disse Alexandro Mattos – Diretor de Futebol do Clube.

Entenda o caso:

Após a eliminação do Palmeiras na Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, Felipe Melo entrou em atrito com a comissão técnica e acabou sendo afastado por Cuca - que disse que ele estaria livre para procurar novos caminhos. Alguns dias após, um áudio do jogador vazou na internet. No conteúdo, Felipe critica veementemente o treinador do Palmeiras, até mesmo o ofendendo, além disso, disse que vários clubes estariam interessados em tê-lo em seus grupos; isso fez com que a direção anunciasse publicamente que o volante não fazia mais parte dos planos do clube. A partir de então, ou seja, desde o dia 02 de agosto o jogador vem treinando em separado do grupo principal.

Como já declarou o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, o jogador não será liberado de forma fácil, quem o quiser vai ter que conversar com a direção e pagar a multa. Agora com mais esse capítulo, veremos como irá ficar essa história.

Comentários