Arrascaeta poderá fazer seu último jogo pelo Cruzeiro nesta terça-feira

“Desde menino, meu sonho é jogar em um time grande da Europa. Mas hoje em dia eu estou feliz no Cruzeiro e só penso no clube”, diz Arrascaeta, que tem proposta de times da Europa.

Por
Compartilhe

Com seu nome na lista dos 23 jogadores que irão representar a seleção uruguaia, na Copa do Mundo, na Rússia, Arrascaeta poderá realizar sua última partida pelo Cruzeiro nesta noite de terça-feira, pela Libertadores.

O camisa 10 do Cruzeiro que irá representar sua seleção no “Mundial” tem uma proposta do Monaco, da França e do Wolverhampton, da Inglaterra. A negociação conta com a participação de Jorge Mendes, o mesmo representante de Cristiano Ronaldo.

Com duas propostas para seu jogador, a direção do Cruzeiro já admitiu que irá negociá-lo, porém, gostaria de contar com o meia-atacante até o fim da competição sul-americana, algo que parece pouco provável, uma vez que os dois clube interessados em Arrascaeta contam com a boa relação com o empresário do atleta.

As últimas informações dão conta de que o representante de Arrascaeta está em Belo Horizonte, onde mantém contato com a direção cruzeirense para agilizar a negociação. Jair Manzo, que é o empresário que está cuidando da negociação, chegou na noite do último domingo em Minas e nesta terça-feira, irá acompanhar o duelo entre Cruzeiro e Racing, pela Libertadores, as 21h30, no Mineirão, onde antes, irá se reunir com o vice de futebol Itair Machado para acertar alguns detalhes da possível negociação de seu jogador.

Arrascaeta tem proposta de um clube da Inglaterra e um da França.Arrascaeta tem proposta de um clube da Inglaterra e um da França.

Na última semana, Arrascaeta revelou ao site “UOL Esporte” que deseja jogar na Europa, porém, se diz feliz no Cruzeiro.

“Desde menino, meu sonho é jogar em um time grande da Europa. Mas hoje em dia eu estou feliz no Cruzeiro e só penso no clube”.

Com contrato até dezembro de 2021, Arrascaeta tem uma multa rescisória de 30 milhões de euros – algo em torno de R$ 130 milhões. Deste montante, o clube mineiro detém direito a 25%, já o Defensor Sporting, tem 50% e os outros 25% pertencem a Pedro Lourenço – dono do Supermercado BH.

 

 

Comentários