Guerrero vive momentos decisivos em seu caso de doping

Guerrero e seus advogados vivem a expectativa de que a fundamentação do “TAS” indique leve negligência do atacante, o que daria margens a um questionamento sobre a pena.

Por
Compartilhe

Depois da FIFPro se pronunciar sobre o aumento da punição imposta pelo TAS a Paolo Guerrero, o atacante agora aguarda por um recurso no “Tribunal Federal Suíço” para ainda ter esperança de disputar a Copa do Mundo, na Rússia. Porém, nada será definido antes de a fundamentação da pena ser apresentada.

Guerrero ainda conta com uma pequena chance de disputar a Copa do Mundo, na Rússia.Guerrero ainda conta com uma pequena chance de disputar a Copa do Mundo, na Rússia.

Em viagem ao Peru, Guerrero e seus advogados agora aguardam para as próximas horas, os argumentos que levaram o “TAS” a suspendê-lo por 14 meses pelo caso de doping e a partir dessa fundamentação, é que será decidido se será viável uma última cartada na justiça da Suíça – mesmo o caso tendo sido decidido em última instância.

Na chegada a Lima, no Peru, Paolo Guerrero que é visto como um dos grandes nomes do futebol do país, foi recebido pelo presidente – Martin Vizcarra, que declarou abertamente seu apoio ao atacante. Durante o encontro, o presidente do Peru disse que não irá medir esforços para que Guerrero tenha sua situação resolvida.

Em sua chegada a Lima, Paolo disse que “coisas estranhas estão acontecendo”, não somente em relação a punição imposta pelo TAS, mas também pela postura da Federação Peruana de Futebol e do hotel onde a delegação da seleção ficou hospedada, quando ele consumiu o chá que resultou no teste positivo para a substância benzoilecgonina.

Guerrero e seus advogados vivem a expectativa de que a fundamentação do “TAS” indique leve negligência do atacante, o que daria margens a um questionamento sobre quando recebeu o líquido ingerido.

Entenda o caso:

Em um primeiro momento, em um saguão do hotel onde a delegação da seleção peruana estava hospedada, uma bebida foi servida em sache lacrado e conferido pelo atacante, mas pouco depois, já em outra sala, que servia para os jogadores receberem seus familiares e amigos, o chá foi servido em um bule – sendo esse o suposto momento da contaminação.

Assim sendo, com o documento em mãos, será possível definir se haverá uma possibilidade da pena ser revista ou se o jogador terá que aceitar a pena imposta e cumpri-la e com isso ver seu país disputar a Copa do Mundo pela TV.

Mais sobre: paolo-guerrero peru tas
Comentários