Participante do programa "Linha de Passe", da ESPN Brasil, o volante Felipe Melo se manifestou sobre um áudio que vazou no Whatsapp horas antes de sua participação no programa. No referido áudio, Felipe Melo diz que não concorda com as atitudes de Cuca, onde o atleta chama o treinador do Palmeiras de covarde, mau-caráter e mentiroso, entretanto no programa, o jogador se explicou.

"Após a derrota diante do Cruzeiro, fiquei muito abalado. Pedi desculpas olhando nos olhos do Cuca. Naquele momento ele me desculpou, apertamos as mãos e ele me disse que a partir daquele momento não trabalharia mais comigo. Isso na frente de todo o grupo. Pensei que poderia ser tática e técnica, pois não veria problema em atuar em outra posição com ele, fiz tudo o que o Cuca me pedia... é bom todos saberem o que vem acontecendo; não tive desavença nenhuma com nenhum colega dentro do Palmeiras. Se vocês perguntarem para qualquer jogador do grupo, eles vão falar que o Felipe é importante. O áudio é meu".

Além desta manifestação, o volante declarou que tem um carinho muito grande pelo Palmeiras e que o grupo não está rachado, não existindo nenhum tipo de discussão dentro do elenco. "Eu acredito ser um grande profissional e é exatamente por isso que a grande maioria da torcida está do meu lado. As pessoas me configuram pelas entrevistas, mas essas conversas da qual dizem ter briga com o Dudu, Egídio e Borja, tudo mentira. Eu brinco e converso quase todos os dias com eles e essas afirmações me deixam triste".

Segundo o áudio vazado pela rede social, Felipe afirma que vários times brasileiros já o procuraram, entre eles, Corinthians, Internacional, Grêmio, São Paulo, Atlético Mineiro e Flamengo.