Mesmo com o mercado internacional de transferências fechado no dia de ontem, o mercado interno no Brasil continua a todo vapor - os principais clubes do Brasil continuam a reforçar seus elencos para a temporada.

Como existem chegadas, existem também saídas e uma das últimas foi anunciada nesta quinta-feira pela manhã, onde a Ponte Preta comunicou oficialmente no CT do Jardim Eulina, através de seu diretor de futebol, Ronaldão, que o clube não chegou a um acordo amigável de rescisão de contrato com o goleiro Aranha - portanto, o contrato será rescindido de forma unilateral.

"Nós tentamos de todas as formas uma rescisão amigável, mas isso não foi possível. A saída do Aranha é um acordo do clube, que passa por uma reformulação. É um período de mudanças financeiras e isso teve que ocorrer. Trata-se de um grande profissional. A rescisão foi acertada e a Ponte Preta se manifesta desta forma oficialmente", declarou Ronaldão.

Com vínculo até o fim de 2019, Aranha que não teve um acordo amigável para sair do clube, deverá entrar na justiça para requerer os direitos de salários e outro benefício, além dos pagamentos atrasados da temporada passada - tudo isso deve girar em torno de R$ 3,5 milhões.