Chelsea resolveu dispensar o brasileiro Kenedy do restante da pré-temporada na Ásia, após o mesmo se envolver em graves polêmicas com postagens nas redes sociais. O clube mandou o jogador de volta a Londres, de onde posteriormente irá decidir se o jovem meia de 21 anos permanecerá no clube.

No último final de semana, Kenedy postou em uma de suas redes sociais comentários que os chineses interpretaram como ofensas ou como de mau gosto: "Acorda china vacilão", com a imagem de um guarda dormindo; além desta publicação, o jovem brasileiro também publicou outra dizendo "P...China".

Além da decisão de retirá-lo do restante da pré-temporada, os Blues, como são reconhecidos na Inglaterra, emitiram um comunicado oficial pedindo desculpas pelo ocorridos. "Ficamos surpresos e desapontados, porque um dia antes da partida contra o Arsenal, um de nossos atletas, o Kenedy, postou mensagens em sua conta de mídia social que causaram grandes ofensas e feriram os sentimentos do povo da China. O Chelsea pede sinceras e solenes desculpas". O jogador também pediu desculpas pelo ocorrido.

Já o jornal "Daily Star" postou hoje em seu periódico que o clube inglês pensa em negociar Kenedy, jogador este revelado pelo Fluminense e que está no Chelsea desde 2015. Na última temporada, o jovem meia brasileiro estava emprestado ao Watford, tendo retornado no final da mesma a pedido de Antonio Conte, treinador dos Blues, que pretendia contar com seus serviços no time.