Mesmo com algumas insatisfações, os selecionáveis do Brasil decidiram disputar a Copa América, que inicia no próximo domingo. A seleção brasileira fará sua estreia diante da Venezuela, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

A decisão dos atletas deve ser confirmada de forma oficial nesta terça-feira, logo após o confronto diante do Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022; em forma de manifesto pelo jeito de como os jogos foram organizados, em meio à pandemia da COVID-19.

Lembramos que a seleção brasileira disputará a Copa América com praticamente todos do elenco atual, onde Tite ainda poderá chamar mais três jogadores; essa lista deve ser anunciada na próxima quarta-feira - 09 de junho.

Além da apresentação da lista de jogadores que disputarão a Copa América, esta quarta-feira também servirá para a Conmebol vacinar os jogadores e funcionário da Seleção Brasileira, no Paraguai. Lembrando que a vacina não é obrigatória para os participantes deste torneio em destaque.

A Conmebol tenta acalmar os ânimos

Sim, além da seleção brasileira que não concordava com a Copa América em meio à disputa das Eliminatórias e em meio à pandemia no Brasil, há outra seleção desgostosa com o torneio; estamos falando da seleção da Argentina, que neste último domingo comunicou que não ficará em solo brasileiro, optando assim por ir e volta a Buenos Aires para se alojar no Centro de Treinamentos de Ezeiza.

As demais seleções não vêm problema algum na Copa América ser disputada no Brasil, onde inclusive o Equador já comunicou que viajará ao Brasil logo após a partida contra o Peru, nesta terça-feira.