A saída de Eduardo Coudet não se da somente nestes últimos dois ou três dias, mas bem antes disso, quando a direção começou a não atendê-lo com seus pedidos de reforços e quando começou uma "queda" de braços entre as partes, tendo de um lado Coudet cobrando por reforços de alto nível e dizendo que seu grupo era curto e do outro lado a direção colorada, que dava a ele reforços jovens, "sem experiência" e ao mesmo tempo dizendo que o elenco do Inter era suficiente para as disputas das competições nesta temporada.

Com tudo isso; sem receber o que pedia e com a direção por vezes o contrariando em sua coletivas, fizeram com que Coudet não pensasse muito e na primeira oportunidade que teve para deixar o Beira-Rio - até que em um primeiro momento não "aceitou" o convite vindo da Europa, mas assim que esse time que o havia procurado mandou embora o seu comandante técnico, o argentino então não pensou duas vezes e aceitou a proposta, comunicando ainda na noite do último domingo a direção colorada sobre sua decisão; decisão essa segundo o próprio presidente do Inter, irrevogável, onde na manhã desta segunda-feira oficializou o seu pedido de demissão, aceita pelos colorados no final da tarde após diversas reuniões durante o dia.

Com a saída de seu treinador, o Inter por contrato terá o direito a receber uma indenização de aproximadamente R$ 10 milhões, o que dará uma ajuda aos cofres do clube, que estão vazios por conta da paralisação do futebol por um longo período em 2020; isso sem contar com a falta de recursos provenientes da bilheteria do Beira-Rio em dias de jogos.

Abel Braga

Mesmo a direção não tendo admitido durante a coletiva de anúncio da saída de Coudet que tenha procurado seu velho conhecido, aqui nos referindo a Abel Braga, fontes indicam que essa durante essa última segunda-feira o procurou sim, não diretamente, mas indiretamente através de um procurador, onde o técnico campeão mundial de 2006 deu sinal verde para retornar ao Beira-Rio, devendo isso ocorrer nos próximos dias, mas para que isso possa realmente ser confirmado, a atual direção do clube deverá procurar todos os candidatos a presidência para que esses estejam de acordo, para somente após isso confirmarem a chegada de "Abelão" ao time.

Coudet no Inter

Pelo colorado o técnico argentino comandou a equipe em 46 jogos oficiais, com 24 vitórias, 13 empates e 9 derrotas, tendo ele atingido um percentual de aproveitamento de 61,5% e em sua saída deixando o time na primeira colocação do Brasileirão, nas quartas de final da Copa do Brasil e nas oitavas de final da Libertadores.

Fim de gestão

A menos de 60 dias do final do ano, e as vésperas de uma eleição para eleger o novo presidente do clube, a atual gestão se vê em fim de mandato, sem ao menos ter iniciado qualquer tipo de planejamento para a temporada 2021 e agora sem um treinador; o final de ano para os colorados não parece ser muito promissor, embora estejam nas primeiras posições do Brasileirão e em disputa de mata-mata pela Copa do Brasil e Libertadores.