Hoje é um dia muito especial para um goleiro colorado. Revelado nas Categorias de Base do Corinthians, Danilo Fernandes completa nove anos de sua estreia como atleta profissional. Sua ascensão para o grupo profissional do Timão aconteceu em 2009, onde fez parte do grupo que conquistou a Copa do Brasil daquele ano. Mas, sua estreia só aconteceu no ano seguinte, no dia 07 de agosto de 2011, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro.

Naquela oportunidade, a equipe era comanda pelo atual técnico da Seleção Brasileira, Tite. Danilo, com 23 anos, foi o titular do Corinthians no duelo contra o Athletico Paranaense, na 15ª rodada do Brasileirão daquela temporada. O arqueiro teve atuação destacada no empate em 1 a 1 com o Furacão e, três dias depois, foi mantido como titular no clássico contra o Santos, na Vila Belmiro. Com o 0 a 0 no placar, o jovem teve atuação de destaque e consolidou-se como opção para o clube. No Parque São Jorge, esteve em campo 27 vezes e participou das conquistas de dois Paulistões, Copa do Brasil, Brasileirão, Libertadores, Mundial e Recopa Sul-Americana.

Em janeiro de 2015, o goleiro tomou novos rumos e foi anunciado pelo Sport. Em Recife, Danilo foi um dos destaques entre os goleiros do Campeonato Brasileiro daquela temporada, tido por muitos como o melhor da temporada. Diante da boa campanha do Leão da Ilha teve várias sondagens, entre elas a do Internacional. Mas, só veio para o clube gaúcho em maio de 2016. Pela equipe pernambucana atuou em 67 partidas antes de vir para Porto Alegre.

Danilo Fernandes é um dos jogadores mais antigos do atual elenco do Inter. (Foto:Divulgação)
Danilo Fernandes é um dos jogadores mais antigos do atual elenco do Inter. (Foto:Divulgação)

Com a responsabilidade de substituir o ídolo Alisson, Danilo chegou a Porto Alegre com muitas expectativas. Logo em sua primeira temporada, o camisa 1 foi destaque em diversos jogo, ganhou sequência na meta colorada e foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira. Atuou em partidas importantes, ajudou o Internacional na conquista da Recopa Gaúcha de 2017 defendendo dois pênaltis e atuou lesionado na final do Gauchão daquele ano. Danilo se identificou com o clube, com o torcedor e o Inter se tornou a instituição que o arqueiro mais defendeu: 114 jogos até aqui.

"Sou muito grato pela construção da minha carreira. Atuei em jogos importantes, conquistei títulos, aprendi muito em cada clube que eu passei e sigo aprendendo muito aqui no Inter. Aqueles dois jogos de estreia são momentos que guardarei para vida toda. Agradeço minha família, meus professores, técnicos e companheiros por onde passei. Aprendi muito e sigo aprendendo para conquistar muitas coisas ainda, agora vestindo a camisa vermelha," afirma o goleiro.