Que maneira de comemorar seus 20 anos de carreira! Sim, D’Alessandro completou nesta última quinta-feira - 28 de maio, duas décadas como jogador profissional de futebol, onde não podendo comemorá-la dentro das quatro linhas devido ao momento crítico na saúde mundial, o argentino então aproveitou para conceder uma entrevista muito bacana ao "Canal do Inter" para falar sobre tudo e em especial sua vida como atleta.

Sem pensar em se aposentar aos 39 anos, o meia ressaltou que ainda se sente bem para continuar e com isso desempenhar seu trabalho dentro das quatro linhas. Mas já pode enumerar seus principais momentos no futebol.

Com sua história se iniciando em 28 de maio de 2000, o "gringo" teve dificuldades em enumerar os seus melhores momentos nestes 20 anos como profissional, mas ele disse se lembrar e muito bem do dia em que pisou pela primeira vez no gramado como profissional - aos 19 anos. D’Ale fez sua estreia profissionalmente com a camisa do River Plate, na derrota por 2 a 1 contra o Unión, no estádio Monumental de Núñez.

Mesmo tendo iniciado sua vida profissional com uma derrota, ele disse não poder esquecer onde tudo começou - lembrando que três anos mais tarde viria a ser vendido para o Wolfsburg - da Alemanha e por onde realizou o sonho de jogar na Europa. No "Velho Continente" ainda vestiu as camisas do Porstmouth - da Inglaterra e Zaragoza - da Espanha, até voltar para Argentina, aonde veio para defender o San Lorenzo.

No entanto, sua carreira só deu um salto quando em 2008 acabou sendo adquirido pelo Sport Club Internacional. Com 12 anos de casa, conquistou vários títulos, marcou belíssimos gols e adquiriu a liderança do grupo que a mantém até os dias de hoje.

D
D'Ale na Libertadores de 2018 em confronto contra o River Plate - uma de suas paixões no futebol - imagem: arquivo

"Tive três momento marcantes até agora em minha carreira, não só no futebol, mas na vida. Poder ter conquistado o sonho de ser jogador de futebol; ter jogado na Europa e depois o Inter, que apareceu em minha vida no ano de 2008, sendo no momento certo para se tornar um dos clubes mais importantes na minha carreira", contou ele.

Conforme já declaramos acima, D’Alessandro hoje com 39 anos disse nessa entrevista que mesmo se pudesse voltar no tempo, não mudaria uma linha se quer em sua carreira.

"Não mudaria nada. Se colocasse num papel uma carreira de atleta de futebol e trouxesse para eu assinar, assinaria com minha carreira. Futebol me entregou muito além do que eu esperava", disse o argentino/gaúcho, como ele próprio se intitula.

Sem ainda saber quando poderá voltar aos gramados devido à paralisação do futebol em consequência da COVID-19, D’Ale disse que espera que o Campeonato Gaúcho possa retornar a partir da segunda quinzena de julho e enquanto aguarda por isso, seguirá a rotina de treinamentos no CT Parque Gigante ao lado de seus companheiros de Internacional.