Reforço contratado a pedido de Eduardo Coudet para a temporada, Damián Musto que está neste momento de férias por 20 dias - assim como seus colegas de clube, segue a risca a recomendação de isolamento social imposta pelo Internacional.

Porém, na noite desta última quarta-feira, ele concedeu uma entrevista à rádio "La Red" - da Argentina, onde falou sobre a quarentena e sobre as medidas adotadas pelo Internacional e de quebra, deu uma "palinha" sobre o famoso Grenal da Libertadores.

Nesta mesma entrevista, o volante titular do colorado elogiou a atitude de seu atual clube diante desta crise mundial na saúde. Lembrando que o Inter foi um dos primeiros no Brasil a suspender suas atividades logo após os primeiros alertas das autoridades sobre a "COVID-19" no Brasil, embora vê com certa preocupação a postura de algumas pessoas que seguem circulando normalmente pelas ruas de Porto Alegre.

Damián Musto - volante colorado.
Damián Musto - volante colorado.

"Eu estou em casa desde o dia 15 de março; trancado. O clube se portou de forma bárbara, botou a saúde a frente de qualquer coisa. Primeiro nos deu alguns dias. Depois tivemos o caso do nosso presidente, que deu positivo, mas se recuperou, graças a Deus e agora está muito bem. Depois disso nos concederam férias por 20 dias. Até o dia 21 de abril estaremos de licença", declarou ele a rádio.

Na entrevista, o volante comparou a situação do Coronavírus no Brasil e na Argentina e em sua visão, o país está dividido, entre os que apoiam as medidas de preservação e os que defendem um retorno a normalidade para não serem prejudicados em seus serviços.

Para encerra, comentou rapidamente sobre o Grenal que terminou com o placar em 0 a 0 pela Libertadores - o primeiro na história da Libertadores e que praticamente terminou com uma confusão generalizada entre os atletas de Grêmio e Inter.

"Aqui todos os jogos são quentes, um empurrão fora do lugar passou justo ao lado do banco do Grêmio. Aí se armou uma batalha que se viu. Uma vergonha. É horrível o que passou. Não só a imagem, mas desportivamente; perdemos muitos jogadores para o próximo jogo quando voltar", finalizou o camisa 5 do Internacional.