Sim, ele prometeu volta ao Inter para novamente vestir a camisa "vermelha e branca", mas para isso pediu a um dos maiores ídolos colorados para esperá-lo! Através de uma videoconferência, dois ídolos do Internacional conversaram nesta última terça-feira: o atacante Taison - que atualmente defende o Shakhtar Donetsk e o meia D’Alessandro - ídolo atual do clube gaúcho.

Nesta conversa entre os dois, o jogador do clube ucraniano prometeu voltar a seu clube do coração e solicitou ao atual camisa 10 do Inter, para esperá-lo antes de se aposentar. Nesta videoconferência os dois conversaram com torcedores colorados pelo perfil do clube no Instagram e foi em um determinado momento, que Taison afirmou o sonho de voltar ao clube que o revelou para o futebol e com isso poder voltar a atuar ao lado de D’Alessandro, como aconteceu entre os anos de 2008 a 2010.

"Ainda não penso em parar, tenho mais umas coisinhas para conquistar no Brasil. Quero voltar. Meu sonho era voltar e poder jogar contigo D’Ale. De um jeito ou de outro, vai ter que me esperar. Logo, logo a gente vai realizar esse sonho", declarou o atacante ao meia.

Videoconferência de D
Videoconferência de D'Ale e Taison.

Em resposta, D’Alessandro revelou o seguinte:

"Ele (Taison) não me deixava dormir à tarde, virava o lixo e começava a tocar pagode. Foi assim que aprendi os pagodes", comentou o camisa 10 do Inter.

Neste momento Taison ressaltou a amizade dos dois, que ainda revelou as orientações do argentino ainda em seu início de carreira como essenciais para chegar ao sucesso.

Juntos atuando pelo Colorado, D’Alessandro e Taison conquistaram a Copa Sul-Americana e a Libertadores - entre os anos de 2008 a 2010 e neste período criaram um laço de amizade sustentada até os dias de hoje, onde ambos mantêm contatos constantes.

A volta de Taison ao Brasil e mais propriamente dito ao Inter poderá ocorrer em 2021, se ele mantiver o que afirmou em dezembro do ano passado, quando afirmou que aceitaria assinar um pré-contrato com o Inter no final deste ano - uma vez que seu vínculo com o clube ucraniano se encerra na metade do próximo ano.