Está definido! Como nenhuma "chapa" que disputa a presidência do Sport Clube Internacional atingiu a meta de 85% da preferência do Conselho, na votação desta última noite de quinta-feira (08/11), a escolha do novo mandatário colorado para o "biênio 2019/2020" será feita através do voto dos sócios do clube, no próximo dia 8 de dezembro, no Gigantinho e através da internet. Estarão aptos a votarem para a escolha do novo presidente do clube, cerca de 63 mil sócios cadastrados.

Após a votação do Conselho, que deu a margem de 15% para as duas chapas seguirem na disputa eleitoral, os dois principais nomes nesta mesma se pronunciaram, onde Medeiros e Luciano Davi enalteceram a importância do sócio nesta eleição.

"Aqui é a casa da democracia e o sócio elege pra defender e criticar. Queríamos que ele decidisse pelas urnas. O bonito da democracia é a participação do sócio", declarou Marcelo Medeiros - candidato da "Chapa 1".

Seguindo a mesma linha de seu opositor, Luciano Davi também falou da importância da democracia e do sócio nesta votação.

"O sócio colorado é muito importante para a democracia do clube. Ele tem o direito e o dever de votar. Queremos o maior alcance possível dos associados", declarou o candidato da "Chapa 2".

Na eleição em primeiro turno, dos 344 conselheiros, 271 compareceram ao salão de atos do Conselho Deliberativo do Internacional, no estádio Beira-Rio, onde 178 votos foram para a "Chapa 1" do candidato Marcelo Medeiros (70,63%) e 74 votos para a Chapa 2 do candidato Luciano Davi (29,37%). Entre abstenções, brancos e nulos, 92 votos.

Integrante do "Movimento Inter Grande" - Marcelo Medeiros de 58 anos é sócio desde 1963 e conselheiro desde 1988. Já Luciano Davi de 52 anos, faz parte do grupo "I9 Inter", sendo sócio do Colorado desde 1999, onde se tornou conselheiro a partir de 2000.