CBF nega pedido colorado para o uso do VAR na reta final do Brasileirão

Após se reunir com a CBF nesta última terça-feira, Marcelo Medeiro confirmou presença no programa “Seleção SporTV”, onde deu esclarecimentos a respeito da reivindicação do Inter.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Nada feito! Presidente do Sport Clube Internacional não consegue convencer a Confederação Brasileira de Futebol – CBF a utilizar o árbitro de vídeo – VAR nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro.

Após conseguir assinatura de 14 outras equipes que disputam a competição nacional e se reunir com a entidade, a mesma descartou a possibilidade de vir usar o “VAR” nesta temporada, mas não de utilizar a tecnologia a partir do próximo ano, como destacou o próprio Marcelo Medeiros – presidente colorado.

Marcelo Medeiros - presidente do Sport Clube Internacional.Marcelo Medeiros - presidente do Sport Clube Internacional.

“A CBF não irá acatar nosso pedido. A proposta foi bem recebida por eles, mas a entidade vê dificuldades técnicas na implantação do VAR em todas as rodadas neste momento. A CBF recebe a manifestação e ficou de estudar para que possamos dar um passo a frente nesse sentido para as próximas temporadas”, declarou Medeiro ao SporTV.

Após se reunir com a CBF nesta última terça-feira, Marcelo Medeiro confirmou presença no programa “Seleção SporTV”, onde deu esclarecimentos a respeito da reivindicação do Inter em que recebeu a assinatura da grande maioria dos clubes que participam do Brasileirão – Série A, em 2018. Ao mesmo tempo, o dirigente colorado confirmou que a matéria foi bem recebida para ser implementada em um futuro próximo.

O presidente colorado levou até a sede da CBF, no Rio de Janeiro, o pleito onde pedia a utilização do árbitro de vídeo nas últimas seis rodadas do Campeonato Brasileiro – junto com esse, a assinatura de outros 14 clubes brasileiros favoráveis a utilização da tecnologia ainda nesta edição da competição.

O Inter levantou a bandeira do uso do VAR na reta final do Brasileirão após o empate em 1 a 1 com o Vasco, pela 31ª rodada da competição, onde ficou marcado por um pênalti polêmico em Kelvin, nos minutos finais do duelo – o mesmo foi convertido por Maxi López. Além desse, também posterior ao jogo que mais uma vez terminou com o resultado de igualdade diante do Santos, onde o árbitro Marques Ribeiro levou cinco minutos para decidir sobre um lance de gol marcado por Leandro Damião – que depois de consultar seus assistentes, mesmo parecendo em dúvidas, acabou invalidando o lance, alegando impedimento.

Mais sobre: internacional var cbf
Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal