O volante ou meia Patrick, que volta ao time do Colorado nesta sexta-feira depois de cumprir suspensão automática, faz uma análise de seu atual momento e reconhece que está abaixo daquilo que pode dar a equipe do Inter.

Autocrítico, Patrick não concorda que está em má fase, mas reconhece que não está oferecendo tudo que pode ao Colorado. O volante-meia tem a consciência que pode ser mais útil ao time comandado por Odair Hellmann e é exatamente essa autocrítica que o credencia para o confronto contra o Sport, em Recife, pela 28ª rodada do Brasileirão.

Em entrevista coletiva nesta última quinta-feira, Patrick declarou que depois de seu bom rendimento no time, passou a ser mais visado pelos adversários em jogos do Inter. Mesmo assim, o volante prometeu fazer aquele velho Patrick voltar a campo.

"Nos últimos confrontos, não consegui desenvolver o meu bom futebol, tenho consciência disso. Isso se deve a inúmeros aspectos. Ninguém jamais esperava que eu tivesse um começo de Campeonato Brasileiro em tão alto nível, o que aumentou a minha visibilidade e com isso, a marcação em cima de mim. É um pouco de tudo. Sou um dos jogadores do grupo que mais joguei nesse Brasileirão, mas não me apego a isso não. Fase ruim todos os jogadores um dia terão, mas acredito que não estou em uma fase ruim. Acredito em uma pequena queda, mas para a imprensa não é isso, para a imprensa o Patrick está mal. Digo que estou bem, recuperado e com a expectativa de realizar uma bela partida, melhor do que as últimas", declarou .

Patrick na partida desta sexta-feira terá a incumbência de suprir a ausência de Edenílson, um dos grandes nomes do Inter nesta campanha no campeonato nacional.

"Desde que cheguei ao Inter, ajudo ofensivamente e defensivamente. Sem o Edenilson, buscarei realizar o meu melhor para ajudar o sistema defensivo. Estaremos fortes para realizar uma boa marcação. Estamos encaixados e acredito que possamos suprir a ausência dele", finalizou o volante-meia.

Internacional e Sport se encaram nesta noite, às 19h, na Ilha do Retiro, em Recife, pela 28ª rodada do Brasileirão.