Mercado da bola: Patrick do Inter entra na mira do futebol turco

A direção colorada já informou que não irá liberar seu jogador antes do final da temporada.

Por
Compartilhe

Com menos de uma semana para o fechamento da janela de transferências para o mercado europeu, Patrick, meio-campista do Sport Clube Internacional entra na mira do Fenerbahçe, da Turquia, que após perder Giuliano para o futebol árabe, busca informações a respeito do jogador do clube gaúcho.

Patrick é uma das principais peças do Colorado na temporada.Patrick é uma das principais peças do Colorado na temporada.

Entretanto, a direção colorada já informou que não irá liberar seu jogador antes do final da temporada. A primeira conversa entre o clube turco e o atleta, foi através do empresário de Patrick, porém, ouviram do Internacional que o clube tem o volante como um dos pilares na busca pelo título do Brasileirão.

O colorado há poucos dias atrás já negou uma proposta do futebol árabe por Rodrigo Dourado, onde a direção chamou seu atual capitão para uma conversa, explicando ao atleta a sua importância dentro do time para o restante da temporada – uma mesma reunião com Patrick deverá ocorrer nos próximos dias.

Patrick atualmente é um dos jogadores preferenciais de Odair Hellmann e dos torcedores colorados. Para o técnico, o volante é um jogador que ajuda tanto na defesa quanto no ataque, recuperando a posse de bola e iniciando os contra-ataques, surgindo como alternativa ao sistema ofensivo na criação ou até mesmo na hora de definir as jogadas. O gol da última vitória do Internacional no Brasileirão, diante do Bahia, foi marcado justamente pelo camisa 88 do time vermelho e branco.

Patrick e suas comemorações irreverentes.Patrick e suas comemorações irreverentes.

No Campeonato Brasileiro, Patrick tem quatro gols anotados, o mesmo número que o atacante William Pottker, ficando atrás apenas de Nico Lópes, com seis gols. Além de “goleador”, o volante também é o líder em assistências do time no torneio nacional, com três passes aos companheiros – empatado ao lado de Lucca. Além destas qualidades, o “Pantera” como ficou conhecido dentro do grupo e pela torcida através de suas comemorações, é o maior ladrão de bolas de todo o Brasileirão, com 70 roubadas até aqui.

Comentários