Vice de futebol do Inter levanta o tom sobre mudança de data no clássico Grenal

Melo lembrou os desfalques do Internacional em meio ao Brasileirão e Copa do Brasil em anos anteriores e que a CBF não tomou medida nenhuma para a alteração de datas.

Por
Compartilhe

A cinco rodadas do grande clássico gaúcho, parece que o Grenal (do returno do Brasileirão) já iniciou nos bastidores. Após o presidente do Grêmio (Romildo Bolzan Junior) pedir bom senso a CBF e assim adiar o clássico – visto que o Tricolor tem dois jogadores convocados para os amistosos internacionais no próximo mês, o vice de futebol do Internacional – Roberto Melo após a vitória de seu time sobre o Paraná neste domingo, elevou o tom, não aprovando tal medida.

Melo lembrou os desfalques do Internacional em meio ao Brasileirão e Copa do Brasil em anos anteriores e que a CBF não tomou medida nenhuma para a alteração de datas. O dirigente colorado lembrou que em 2009, o Inter ficou sem Kleber e Neymar no primeiro jogo decisivo da Copa do Brasil, diante do Corinthians – que culminou com a vitória da equipe paulistas por 2 a 0 e assim encaminhou o título ao Timão.

Roberto Melo - vice de futebol do Inter. Foto: Tomás Hammes.Roberto Melo - vice de futebol do Inter. Foto: Tomás Hammes.

“Na realidade, não desejo comentar sobre esse assunto. Não tem o menor fundamento. Talvez as pessoas possam sugerir que se troque a data FIFA, que a FIFA mude a data de seus jogos. Isso sempre aconteceu no Campeonato Brasileiro. O Inter foi para uma final de Copa do Brasil sem dois atletas seu devido a esses tipos de jogos (os jogadores se quer entraram em campo) e não foram mudadas as datas. Tem muita gente preocupada com o Inter, citando o nome do Inter. A gente está preocupado no dia a dia, no nosso jogo, no próximo adversário. As outras equipes que façam seu trabalho e esperneiem da maneira que quiserem”, declarou Melo.

Com a vitória sobre o Paraná neste último domingo, o Colorado atingiu sua melhor campanha da história nos pontos corridos com 20 clubes. O Inter acabou o primeiro turno na segunda posição da tabela, ficando atrás apenas do São Paulo.

Comentários