De volante a ponta! Mesmo contrariado com a nova função dentro de campo no time colorado que atualmente é comandado por Miguel Ángel Ramírez, Patrick após um "papo cabeça" com o espanhol ainda busca o seu melhor desempenho em sua nova função.

Tendo o próprio comandante técnico com seu "aliado", o camisa 88 busca recuperar seu protagonismo que fez dele um dos jogadores principais do Inter nas últimas temporadas.

Coletiva de Ramírez

Na coletiva pós-jogo diante do Esportivo, pela última rodada do Gauchão 2021, o técnico espanhol passou boa parte desta tentando explicar a nova função de Patrick em seu time. O mesmo revelou que vem conversando com o jogador, onde descartou sua utilização no meio de campo, mostrando confiança que ele poderá render ainda mais em seu novo esquema.

Um das respostas dadas por Miguel Ángel Ramírez sobre o jogador, fora porque de não ter colocado no jogo diante do Always Ready, na terça-feira da semana passada, onde o Colorado deixou o gramado com derrota por 2 a 0 diante do adversário e com a última colocação em seu grupo na Libertadores 2021.

"Patrick não entrou porque não jogamos com pontas ao trocarmos de esquema. Quem dava amplitude eram os laterais. Saíram os pontas e não entrou ponta algum. A estrutura que pensamos para o segundo tempo era sem ponta", declarou o comandante.

Ainda segundo o espanhol, a decisão de Patrick virar ponta fora tomada no início da temporada, quando Ramírez diz ter conversado com o jogador, dando a ele a nova atribuição. Para o treinador, Patrick é utilizado desta forma porque precisa de espaço para jogar e não como meia, onde há outros nomes para a função.

"Coincidimos que neste esquema Patrick é ponta. Ele precisa de espaço. Os nossos meias me dão muitas opções. Não sei quem colocaria para ter Patrick por dentro. Terei Boschilia, o Taison. Serão quatro meias esquerdas e mais quatro direitas. Ele tem maior dificuldade no espaço curto. Quanto mais espaço ele tem, mais perigoso fica", comentou.

Para finalizar, o treinador comentou que anda conversando diariamente com o camisa 88, para que esse entenda sua nova função no time, donde o próprio Patrick em entrevista disse ser mais um atacante de que um meia com o Ramírez.

"Tenho conversado com ele para que não se sinta preso a um esquema. Que ocupe o espaço e que seja compensado. Mas não será de hoje para amanhã, de uma semana a outra, ou de um mês para o outro. Pouco a pouco. Fiquei feliz que encontrou seu espaço, jogou mais diante do Esportivo", finalizou o técnico.

Próximo compromisso do Inter

Antes de voltar a campo pela Libertadores 2021, nesta terça-feira, quando encara o Táchira, no Beira-Rio, às 19h15, o time do Colorado fará nesta segunda sua última preparação para esse duelo que já se mostra importantíssimo para as pretensões do time na temporada, uma vez que precisa vencer o jogo para seguir vivo na competição continental.