Inter pode estar próximo de realizar um sonho e repatriar um de seus velhos conhecidos. Estamos falando de Taison, que no último final de semana parece ter entrado em litígio com o Shakhtar Donestsk, da Ucrânia, após ter sido afastado do elenco principal e ter ficado de fora do último compromisso do time pelo campeonato nacional.

Contatos frequentes

De idas e vindas, o Inter vem mantendo contatos quase que diários com o atacante de 33 anos, adotando um certo otimismo na realização do sonho de repatriar Taison ainda nesta janela de transferências; vale lembrar que o jogador já pode assinar um pré-contrato com qualquer clube de seu interesse, visto o término de seu vínculo com o clube ucraniano, que se encerra em junho; mas assim, ele só poderia chegar a esse na próxima abertura do mercado da bola.

De acordo com as últimas informações do site "GE", esse apurou que o jogador já tem em mãos os valores apresentados pela direção colorada; uma quantia bem elevada ao padrão atual do clube, mas abaixo do que o jogador hoje recebe fora do Brasil. Sabedor das dificuldades que o Inter enfrenta financeiramente, o mesmo já declarou por inúmeras vezes que aceita se adequar a realidade desse, onde gostaria de assinar um contrato por três anos.

Situação

Porém, tudo só será resolvido por aqui, quando o jogador conseguir resolver sua situação na Ucrânia. O relacionamento entre Taison e Shakhtar sofreu um abalo nos últimos dias, onde após discutir com seu treinador, o jogador fora afastado, ainda mais após esse declarar que não permanecerá no clube ao final de seu contrato; algo que os dirigentes ucranianos vinham tentando convecê-lo do contrário.

O imbróglio no leste europeu segue, no entanto, nesta última segunda-feira o jogador postou uma mensagem em sua rede social que deixou alguns colorados animados.

"Ainda que seja difícil; Ainda que demore... Vai ter recompensa!", declarou Taison em sua conta oficial no Twitter.

Vale lembrar que um dos empresários do jogador está na Ucrânia, onde nos próximos dias deve discutir com a direção do Shakhtar a situação do jogador e até não haver um sinal "verde", as negociações com o Inter seguem em "stand-by".