Além da ausência de Víctor Cuesta para o duelo decisivo diante do Flamengo, no próximo domingo, no Maracanã, às 16h, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro 2020, Abel Braga tem outra preocupação para montar seu Inter ideal.

Estamos aqui falando da escalação ou não do lateral direito Rodinei, que só poderá ir para campo mediante o pagamento do valor de R$ 1 milhão - previsto em contrato entre Flamengo e Inter quando de sua contratação por empréstimo; sim, "Rodilindo" (como o jogador se auto-intitula) pertence ao "Mengão" e por esse motivo o "Colorado" terá que pagar para poder ter o jogador em campo no próximo domingo.

Marcos Braz promete cobrar tal valor

Em entrevista coletiva nesta última terça-feira, o vice-presidente de futebol do Flamengo - Marcos Braz ressaltou que cobrará do Inter o valor da multa caso o jogador entre em campo.

"Seja lá como for, está dentro do contrato. A gente ainda não foi comunicado se o atleta irá para jogo ou não. Ele é um atleta que tem contrato longo com o Flamengo e a gente respeita isso. Ele foi campeão aqui conosco. Esta possibilidade de botar ou não o jogador em campo não tem a ver com o Flamengo. Existe contrato em vigência e contrato é para sem cumprido. Se for colocado em campo, com certeza cobraremos a multa", declarou o dirigente flamenguista.

Rodinei e Flamengo

O lateral direito que hoje defende o Inter, tem contrato com o Flamengo vigente até dezembro de 2022, aonde seu empréstimo com o Colorado vai até o final da temporada 2020, ou seja, mais oito dias. Pelo "mengão", Rodinei ajudou o clube a conquistar a Libertadores e o Brasileirão de 2019, assim como também a Recopa Sul-Americana e a Supercopa do Brasil - como reserva de Domènec em 2020.

Rodinei segundo Braz, ainda não tem lugar garantido no Flamengo em 2021, visto que o dirigente ainda não conversou com Rogério Ceni sobre o seu possível aproveitamento.