Após efetivar a contratação do meia chileno Cesar Pinares, que estava na Universidad Católica, do Chile, a direção gremista buscou informações sobre inúmeros volantes.

Gustavo Cuéllar, do Al-Hilal, da Arábia Saudita, Junior Urso, do Orlando City, Moisés Caicedo, do Independiente Del Valle, e Matías Kranevitter, do Monterrey, foram tentados, porém em todos os casos, em algum momento da negociação, surgiu um complicador, seja com o jogador não tendo o desejo de vir ao Brasil, o alto salário ou o clube não aceitando negociar o atleta.

Em sua entrevista coletiva pós-jogo contra o Fluminense, Paulo Luz, vice-presidente de futebol do Clube, foi questionado sobre a busca pelo volante. Segundo o dirigente, o Grêmio negociou com um atleta de "nível de seleção", porém a negociação não teve um desfecho positivo.

"Estávamos negociando com um outro grande jogador de nível de seleção, mas não deu certo, então está encerrada", informou o vice de futebol Paulo Luz.

Volante peruano tentado

Conforme apuração da reportagem, o jogador que esteve na mira do Grêmio é Pedro Aquino, primeiro volante titular da seleção peruana e que atua no León, do México.

Segundo o site Transfermarkt, o jogador é avaliado em 3 milhões de euros, e é um dos principais jogadores do time mexicano desde que foi contratado, em julho de 2018. Na ocasião, o atleta chamou atenção atuando Monterrey, também do México.

Veja alguns lances do jogador:

Quem é Pedro Aquino

Pedro Aquino é um primeiro volante peruano de 25 anos que atua no León, do México, onde está desde julho de 2018. Seu atual contrato com a equipe mexicana tem duração até junho de 2021. Aquino foi revelado nas categorias de base do Sporting Cristal, do Peru, e, por se tratar de um atleta relativamente novo, com contrato curto, se encaixa no perfil buscado pela direção gremista.

Na atual temporada, disputando o campeonato mexicano, Aquino atuou em quinze jogos, contabilizando uma assistência, três cartões amarelos e duas expulsões diretas.