Sim, o torcedor do Grêmio só pensa nisso. Mesmo que nesta quarta-feira o clube tenha uma partida importante diante da Universidad Católica, pela fase de grupos da Copa Libertadores da América, o torcedor do tricolor gaúcho só consegue imaginar as possibilidades de Edinson Cavani ser o mais novo reforço do clube.

A situação tomou proporções que nem os próprios dirigentes do clube, sobretudo o presidente, conseguem negar. Aquilo que foi o perfil da diretoria gremista, de negar grande maioria das suas negociações até o anúncio oficial, já não vale mais para aquela que pode ser a maior contratação da história do clube.

Mas pode ter certeza torcedor gremista, há a possibilidade. Mais do que isso, o atacante uruguaio, a cada dia que passa, se aproxima mais de ser o mais novo jogador do clube. Entenda quais são os pontos que possam levar Cavani a ser reforço do Grêmio em 2020.

Opções escassas na Europa

Desde que não renovou seu contrato com o PSG, a única exigência de Cavani para permanecer na Europa era: Ser contratado por um clube que tenha condição de ser campeão da Liga dos Campeões da Europa. Desde então, algumas propostas oficiais foram enviadas ao staff do jogador, como o caso do Benfica, do Atletico de Madrid, e também do Fenerbahçe. Entretanto, por questões desportivas e financeiras, nenhuma das situações evoluiu.

Em termos de salário, a pedida do staff de Cavani para permanecer na Europa era de 13 milhões de euros por temporada. Algo praticamente impossível para um atleta de 33 anos de idade, e se tratando de clubes que não vivem situação financeira folgada, uma contratação do nível de Cavani é inviável.

Projeto apresentado pelo Grêmio agradou o jogador

Desde que atuou na Copa América em 2019, em Porto Alegre, o Grêmio está em contato com os representantes de Cavani. A identificação do clube e do estado do Rio Grande do Sul com o Uruguai, facilitaria a adaptação do jogador, que tem o desejo de jogar a Libertadores ainda no auge de suas condições físicas.

O projeto apresentado pelo Grêmio, tanto na questão desportiva, quanto na questão financeira, agradaram o jogador. Justamente por isso, as tentativas de Flamengo e Atlético-MG não assustaram a direção do tricolor, que fez um "pacto" com o jogador: No caso de retorno à América, o Grêmio seria o destino.

Na mesa, uma oferta de aproximadamente R$3 milhões/ mês. O pagamento deste que seria o maior salário do futebol brasileiro, e muito provavelmente da América do Sul, seria pago por três destinos diferentes: Grêmio e 2 investidores externos.

Os valores chegam nas pretensões do jogador. Mesmo que bem abaixo da realidade europeia, o jogador entende que a pedida precisa ser bem mais baixa, e o esforço feito pelo time gaúcho foi aceito.

Cavani está em negociações avançadas para ser o novo reforço do Grêmio. (Foto:Grêmio/Divulgação)
Cavani está em negociações avançadas para ser o novo reforço do Grêmio. (Foto:Grêmio/Divulgação)

Comercialmente, melhor projeto para o jogador

O protagonismo do continente também é um fator importante. Permanecendo na Europa, Cavani será um dos grandes jogadores da Liga dos Campeões, mas sem o protagonismo desejado por parte do próprio jogador.

Em um retorno para a América, Cavani será o principal nome da Copa Libertadores. Não há concorrente comercial com um dos melhores atacantes do futebol mundial. Midiaticamente, comercialmente e desportivamente, o uruguaio terá o holofote e o protagonismo esperado.

Ser o rosto de um projeto que tem como objetivo vencer a Copa Libertadores da América pega no "coração" do jogador. A questão financeira é importante, mas neste estágio de carreira, a realização de objetivos pessoais dentro de campo pode ser maior, e esta é a principal estratégia adotada pelos dirigentes gremistas.

Proximidade com o país natal pode ser decisivo

Cavani adota um estilo de vida bastante diferente dos jogadores atuais. Fazendeiro, possui vários empreendimentos no setor agrícola e pecuário, e tem um estilo de vida muito mais reservado. O fato de estar perto do seu país natal depois de muitos anos atuando na Europa é um fator importante, e já foi dito publicamente pelo jogador em algumas oportunidades.

Além disso, Cavani possui propriedades pessoais em Salto, localidade do Uruguai que fica muito próxima da fronteira com o Rio Grande do Sul. Um bom contrato, residindo perto de sua família e de suas origens, pode pesar na decisão do atacante.

Porque a direção do Grêmio não abre possibilidade

O Grêmio irá negar até o último minuto. Existe uma cláusula de confidenciabilidade, onde todas as partes estão proibidas de comentar publicamente ou dar detahes sobre a negociação, o que não signficia nada em termos de avanço, mas que é feito geralmente no primeiro contato do clube interessado com qualquer jogador.

Até para evitar expectativa frustrada dos torcedores, a diretoria do tricolor está se rendendo aos poucos, mas de forma oficial, o clube nega que haja um acerto com Cavani. Ao que se espera, a maior contratação da história do Grêmio sim, está cada vez mais próximo de ser o mais novo reforço tricolor.