Um sonho antigo. O auge comercial do clube, a maior contratação de sua história, e nada menos do que uma operação como nunca vista antes dentro do ambiente gremista: assim pode-se descrever o sonho do Grêmio para contar com o atacante uruguaio Edinson Cavani, de 33 anos de idade, e que está sem clube desde que não renovou seu vínculo com o PSG, onde atuou por 7 anos.

Cavani é o sonho principal da direção gremista, e a expectativa que começou por parte da torcida, já se espalhou por todo o ambiente do futebol nacional. Para entender todos os processos desta negociação, é necessário entender como tudo começou, e de fato, se uma das maiores estrelas do futebol mundial pode mesmo atuar no futebol brasileiro nesta temporada.

Cavani vinha negociando uma possível ida ao Atlético de Madrid, mas o alto salário pedido (na casa de 13 milhões de euros) assustou o mercado europeu. Por enquanto, ele não acertou com nenhum clube, mas já demostrou que teria interesse em jogar também no Barcelona.

Para acender ainda mais a torcida, o presidente do clube, Romildo Bolzan Jr. confirmou que falou com o representante do jogador. Romildo disse em uma participação feita em uma live de um consulado gremista na noite desta segunda-feira, 14 de setembro, que o jogador estaria já olhando com bons olhos a proposta gremista. "Olha, o representante dele disse que ele (Cavani) está completamente impactado com a repercussão no Rio Grande do Sul e no país", citou.

O Grêmio completa 117 anos nesta terça-feira, 15 de setembro, e um possível acerto com o jogador seria uma espécie de "presente de aniversário" para a torcida. A #CavaniEnGremio chegou a aparecer nos trend topics do twitter na noite de segunda após a declaração do mandatário gremista.

Cavani já conhece o Grêmio

Tudo começou com a Copa América 2019, que foi realizada no Brasil. A seleção do Uruguai realizou uma partida da fase de grupos, diante do Japão, em Porto Alegre, e nos dias em que realizou treinamentos no CT do Grêmio, houve o primeiro contato.

O presidente gremista, Romildo Bolzan Júnior, sondou o atleta de forma direta, e em uma "jogada" para a torcida, distribuiu camisas do tricolor para os jogadores da seleção uruguaia, entre eles, Cavani. A ação gerou muito engajamento nas redes sociais e o sonho de contratar o jogador teve início naquela época.

O carinho da torcida com o atacante gerou inclusive agradecimentos do próprio jogador, através de suas redes sociais na época. Desde então, mesmo que de forma bastante sigilosa, os dirigentes gremistas acompanhavam cada passo do jogador em relação ao seu futuro.

Fim de contrato com o PSG acende bastidores do clube

Nos últimos meses, a imprensa internacional noticiou que Cavani não iria estender seu vínculo com o PSG. De forma surpreendente, o atacante sequer ouviu a diretoria do clube francês para estender o contrato até a fase final da Liga dos Campeões da Europa, ficando livre para negociar com qualquer clube. Sendo assim, com autorização do presidente Romildo Bolzan, um intermediário entrou em contato com o jogador, para saber das possibilidades de retornar ao futebol sul-americano.

O boato tomou proporções maiores quando o jornalista argentino Sebastián Srur anunciou na semana passada numa rádio local que o Grêmio estaria "fechado" com o atacante. Nesta quarta (9), numa rede social ele tornou a dizer que as negociações existem. Veja:

Desde o primeiro contato, o Grêmio trabalhou nos bastidores de forma voraz para montar uma operação viável, capaz de contratar o jogador, e mais do que isso, de bancar os altos valores pedidos pelo atleta e seu empresário. A ajuda de investidores externos seria necessária para a montagem do negócio, e a aprovação do primeiro e principal deles, gerou ainda mais otimismo com a situação.

Como o Grêmio planeja arcar com os custos de Cavani

Vale lembrar, que Cavani é um jogador de nível mundial, e com isso, muito concorrido em todas as partes do mundo. Romildo Bolzan já disse várias vezes que sua administração é baseada na racionalidade e salários astronômicos não seriam aceitos no clube. A contratação recente e cara de Diego Tardeli foi prova disso e o dirigente não quer repetir o erro, comprometendo as finanças futuras.

Além de projetos esporádicos na Europa em clubes de médio porte, EUA e China observam o jogador, mas com certo pessimismo, já que o desejo do jogador é atuar entre os principais centros do futebol mundial. No Brasil, o Atlético-MG e o Flamengo chegaram a sonhar com a contratação de Cavani, mas por questões econômicas ou até mesmo particulares, não houve prosseguimento nas tratativas.

O Grêmio já sabe quanto precisa pagar para contar com Cavani: aproximadamente 5 milhões de euros por temporada (cerca de R$ 32 milhões). Mensalmente, sairia dos cofres do clube a quantia de R$ 2,2 milhões, mas com o aval de dois investidores, a ideia do clube é arcar com aproximadamente R$ 1 milhão.

Um destes investidores que deu o aval para a contratação é um parceiro rotineiro do Grêmio em contratações. Foi muito importante nas contratações de Giuliano e Miller Bolaños, além de ser parceiro inclusive em questões de logística em outras ocasiões. Já o segundo investidor, tem seu nome tido em absoluto sigilo, mas também já teria aprovado a contratação e em arcar com parte dos custos.

O retorno para ambos é simples: Percentual de jogadores das categorias de base ou de jovens atletas do time principal. Jogadores como Matheus Henrique, Jean Pyerre, Pepê, além de joias da base, como Victor Bobsin e Pedro Lucas são muito desejados por empresários, devido ao seu potencial de mercado nos próximos anos. Sendo assim, o clube cederia parte de seu percentual aos investidores, como "recompensa".

As esperanças do Grêmio na contratação de Cavani

De fato, o Grêmio entende que chegou ao seu limite na operção por Cavani. Mais do que desembolsar uma boa quantia de seus cofres, o grande apoio de investidores e o planejamento de marketing são os pontos que fazem o clube entender que sim, os pedidos do jogador podem ser atendidos.

Outro fator que conta a favor do Grêmio é a proximidade de Porto Alegre com a terra natal de Cavani. O jogador tem uma fazenda na cidade de Salto, Uruguai, e frequentemente é visto por lá.

O único ponto que pode dificultar a negociação, é o interesse ainda forte de clubes europeus. Após a Juventus se acertar com Luis Suárez, o Atletico de Madrid se torna um dos maiores interessados pela contratação de Cavani. Entretanto, a recusa do jogador na primeira oferta do time espanhol é um ponto que anima o torcedor gremista.

O Grêmio irá negar até o último minuto. Existe uma cláusula de confidenciabilidade, onde todas as partes estão proibidas de comentar publicamente ou dar detahes sobre a negociação, o que não signficia nada em termos de avanço, mas que é feito geralmente no primeiro contato do clube interessado com qualquer jogador.

Se Cavani será jogador do Grêmio ou não, apenas o tempo dirá. A tarefa é impossível? Não, mas também ainda não está tão perto de acontecer. O andamento das conversas depende basicamente da vontade do jogador. Entretanto, o clube gaúcho segue com otimismo, naquela que pode ser a maior contratação da história do Grêmio.