Nada de Cavani! Mesmo com os torcedores tricolores sonhando com a chegada do atacante uruguaio a Porto Alegre para assinar com o Grêmio; o próprio presidente que confirmou uma busca pelo atleta, admitiu nesta quarta-feira que sua vinda neste momento é impossível.

Mesmo estando livre no mercado desde que deixou o Paris Saint-Germain no começo de junho, Edinson Cavani que nos últimos dias encheu os gremistas de esperanças, não será realidade neste momento, conforme destacou Romildo Bolzan Junior em entrevista coletiva.

"O atrelamento de Cavani com o Grêmio é cultural. Tem tudo a ver. Não foi do Grêmio que saiu com essa informação. Tempos atrás fizemos uma consulta, não por videoconferência. Conversamos pessoalmente com ele, mas ele conversava já com outros clubes. Não é o Grêmio que competirá com clubes da Europa. Vamos voltar para a racionalidade. Não quero frustrar ninguém. Se um dia tivermos como fazer uma aquisição dessas, teremos o maior prazer. Mas nesse momento, o jogador negocia na Europa, não temos como avançar. Pés no chão", comentou o mandatário gremista.

Que ainda completou dizendo que não vê como possível a contratação de Cavani pelos valores financeiros envolvidos na negociação; a não ser que o próprio atleta opte por um projeto pessoal para assim ficar mais próximo de seus familiares, que residem no Uruguai.

"Se Cavani fizer a opção de vida de jogar na América do Sul, até podemos conversar. Aí é o desejo do Grêmio, como qualquer outro clube mundial. Se um dia o Cavani quiser aliar seu projeto pessoal com o esportivo, vamos tentar um grande projeto, com esforço do clube, torcida, patrocínios. Agora veja bem: não é o que temos neste momento. A única forma de algum assunto é ele manifestando o desejo de vida. Não vejo neste momento como uma situação possível", finalizou.

Após deixar o PSG, Cavani que está livre no mercado, encontra-se na mira de outros gigantes do "Velho Continente", bem como a Juventus - da Itália, que surge como possível destino do atacante uruguaio.