Principal jogador do Grêmio há algumas temporadas, o atacante Everton está fora do clássico Gre-Nal 426. Com as negociação por sua transferência ao Benfica, de Portugal, em andamento, o atacante gremista será preservado da partida desta quarta-feira, tendo em vista evitar possíveis imprevistos com o estado físico (risco de lesões, por eexmplo), e também psicológico do atleta.

Segundo informações da imprensa gaúcha, um dos motivos para que Everton não entre em campo no clássico Gre-Nal desta quarta-feira seria um pedido do Benfica. Com as tratativas em andamento há algumas semanas, a diretoria do clube português teria solicitado ao Grêmio que não escalasse o "Cebolinha", com o objetivo de evitar novas dificuldades nas negociações.

Everton deve ter negociação com o Benfica resolvida nos próximos dias. (Foto:Divulgação/Grêmio)
Everton deve ter negociação com o Benfica resolvida nos próximos dias. (Foto:Divulgação/Grêmio)

Com isso, o Grêmio terá 4 desfalques para o clássico. Além de Everton, Victor Ferraz, Paulo Miranda e Thaciano também estão fora de combate, todos com questões físicas. A provável escalação do Grêmio deve ter: Vanderlei; Orejuela, Geromel, Kannemann e Guilherme Guedes; Maicon, Matheus Henrique e Jean Pyerre; Pepê, Alisson e Diego Souza.

O fato da diretoria do Benfica solicitar ao Grêmio para não escalar Everton no clássico desta quarta-feira é mais um sinal de que as tratativas estão avançadas. Na última terça-feira, dirigentes dos clubes realizaram uma reunião, para começar a oficializar a proposta. A principal divergência é a forma de pagamento, já que os portugueses querem realizar o pagamento parcelado em 5 anos, e o Grêmio deseja receber o valor à vista.

De acordo com informações da imprensa gaúcha, a proposta oferecida pelo Benfica seria de aproximadamente 30 milhões de euros (cerca de R$177 milhões), sendo 22 milhões à vista, e os 8 milhões de euros restantes, sendo pagos em "gatilhos", de acordo com o desempenho do jogador em seu novo clube. A tendência é de que esta seja a semana decisiva para a negociação, que deve ter desfecho positivo.