Sem poder realizar treinos coletivos com as medidas restritivas do governado do estado, o Grêmio estuda a possibilidade de levar seu elenco para treinar em Santa Catarina - onde os mesmos já são permitidos.

Depois de nove semanas apenas realizando trabalhos físicos, a direção do Tricolor Gaúcho parece ter cansado de esperar pela "boa vontade" dos órgãos públicos para que esses liberem a volta dos treinos coletivos na capital gaúcha e porque não dizer, no estado como um todo, e segundo as últimas informações divulgadas pelo "GaúchaZH" e confirmadas pelo "globoesporte.com", deverá mesmo se deslocar até Criciúma para assim conseguir dar sequência em sua preparação para o retorno do futebol no estado e no país - esse pelo visto com maior chance de ocorrer antes mesmo da volta do Gauchão 2020.

A data para a viagem ainda está sendo analisada, mas poderá ocorrer já na próxima semana, como destacou o vice de futebol do Grêmio - Paulo Luz, ao "globoesporte.com".

"Batemos no teto do nível físico. Estamos na iminência do reinício das competições, não sabemos quais serão as decisões. Corremos o risco de virar o fio", declarou o dirigente.

Jogadores do Grêmio nos últimos dias de treinos físicos - imagem: internet
Jogadores do Grêmio nos últimos dias de treinos físicos - imagem: internet

A decisão gremista foi tomada um dia após o governador do Rio Grande do Sul - Eduardo Leite, afirmar que o retorno do futebol no estado "não é prioridade". Nos corredores da Arena, como também no Beira-Rio, dirigentes da dupla Grenal estão insatisfeitos com a fala do mandatário do estado.

O Grêmio no início desta semana realizou mais uma bateria de exames para a COVID-19, sem nenhum caso novo detectado - ao todo já foram realizados pelo clube mais de 73 exames. Ao todo o Tricolor já submeteu jogadores e funcionários a 408 testes desde a retomada dos treinamentos, no início do mês de maio.

Dentro do elenco gremista apenas um jogador foi detectado com o novo Coronavírus - Diego Souza, que teve seu teste positivado antes mesmo de regressar ao Rio Grande do Sul - o mesmo estava na época no Rio de Janeiro. Além desse atleta, o preparador físico e o auxiliar da preparação de goleiros - Márcio Meira e Enio Oliveira, respectivamente foram detectados com o vírus; mas todos já recuperados.

Sem nova previsão para o retorno, o Campeonato Gaúcho está paralisado desde o dia 16 de março e com o aumento de novos casos no estado, a data de 19 de julho - prevista para a retomada, poderá ser prolongada para o início de agosto.