Um dos clubes mais organizados atualmente no futebol brasileiro, o Grêmio vem sendo o grande alvo dos clubes europeus nos últimos meses. Nem mesmo a pandemia do novo Coronavírus fez com que os clubes do Velho Continente olhassem com ainda mais atenção para os principais jogadores do elenco gremista, puxados principalmente pela alta do Euro, que pode fazer os clubes brasileiros cederem a ofertas menores.

E, depois de Everton e Matheus Henrique terem seus nomes especulados nos principais clubes do futebol europeu, tendo o Real Madrid, o Napoli e o PSG entre eles, mais um jovem talento do time comandado por Renato Portaluppi desperta interesse do exterior: Trata-se do atacante Pepê.

O atacante tricolor, de acordo com informações do jornalista Marcelo Salzano, o Wolfsburg, da Alemanha, teria interesse na contratação do jogador, e estaria preparando uma oferta para a primeira semana da próxima janela de transferências. Segundo o jornalista, a proposta que o clube alemão estaria disposto a oferecer aproximadamente 15 milhões de euros ( cerca de R$83 milhões na cotação atual).

A diretoria do Grêmio se manifestou sobre a situação e declarou que até o momento, não recebeu nenhuma proposta oficial por Pepê. Entretanto, estima-se que o clube gaúcho deve pedir cerca de 20 milhões de euros para aceitar negociar o atacante. Vale lembrar que o clube possui 70% dos direitos econômicos do atleta.

Pepê desperta interesse do Wolfsburg, da Alemanha. (Foto:Divulgação/Lucas Uebel/Grêmio)
Pepê desperta interesse do Wolfsburg, da Alemanha. (Foto:Divulgação/Lucas Uebel/Grêmio)

Internamente, a diretoria gremista entende que Pepê é o sucessor natural de Everton, que é o mais cotado para sair nos próximos meses. Além de ser mais novo, Pepê ainda é reserva no time comandado pelo técnico Renato Portaluppi justamente porque atua na mesma faixa de campo do "Cebolinha". Sendo assim, os dirigentes gremistas sabem que, futuramente, sendo titular e protagonista, seu valor de mercado aumente muito.

Com a camisa do Grêmio, Pepê soma 87 partidas disputadas, com 18 gols marcados. Antes do Wolfsburg, outros clubes do futebol europeu já haviam observado o jogador, como Sevilla, Porto, Roma e Milan.