Recém-contratado, o lateral-esquerdo Caio Henrique já pode estar deixando o Grêmio. Contratado por empréstimo até o fim de 2020, o jogador pode retornar ao futebol espanhol, mais precisamente para o Atletico de Madrid, clube detentor de seus direitos econômicos, e onde tem contrato até 2023.

De acordo com informações do jornal espanhol "As", o lateral-esquerdo pode voltar ao clube na próxima janela de transferências, para ser aproveitado no elenco principal, ou até mesmo ser negociado em definitivo com outra equipe, já que para diminuir os prejuízos causados pela pandemia do novo Coronavírus.

Antes de acertar o empréstimo do jogador brasileiro ao Grêmio, alguns meios de imprensa da Espanha noticiaram que o Atletico de Madrid tinha propostas para negociá-lo em definitivo, mas que a vontade do atleta pesou a favor de uma ida ao Grêmio.

Caio Henrique pode ter seu retorno ao Atletico de Madrid antecipado. (Foto:Divulgação/Grêmio)
Caio Henrique pode ter seu retorno ao Atletico de Madrid antecipado. (Foto:Divulgação/Grêmio)

Agora, para negociar o jogador, a pedida do clube espanhol tende a ser de algo próximo a 5 milhões de euros (cerca de R$27 milhões), mas caso algum clube interessado não tenha poder econômico para fazer tal oferta, a pedida pode ser diminuída, tendo em vista que Caio Henrique é um jogador "negociável".

Caio Henrique tem contrato de empréstimo com o Grêmio até 2023, e foi um dos sete reforços do clube gaúcho para esta temporada. Atualmente, seu valor de mercado está estabelecido em 1,2 milhão de euros (cerca de R$3,7 milhões). Caso o time brasileiro tenha interesse em comprá-lo em definitivo após o empréstimo, o valor do passe fixado é de 12 milhões de euros (cerca de R$67 milhões).