A pandemia do novo Coronavírus afetou o mundo do futebol, e as possíveis negociações do mercado da bola também estão interrompidas. O prejuízo financeiro deve atrapalhar todos os clubes e com isso, as negociações devem ser adiadas. No Grêmio, não é diferente: Pepê, um dos jogadores mais valorizados e desejados pelo futebol europeu nos últimos meses, teve as conversas interrompidas nas últimas semanas.

Os representantes do atacante de 23 anos estariam na Europa no dia 20 de março para conversar com dirigentes do Bayern de Munique, o clube mais interessado no futebol de Pepê. O estafe do jogador também havia iniciado conversas com Roma, Fiorentina e até mesmo o Real Valladolid, da Espanha, clube em que Ronaldo é um dos sócios.

As conversas com o Bayern de Munique já estavam em andamento há alguns meses, e a reunião do último dia 20 seria um passo importante para um desfecho positivo na negociação. A parada do calendário gera clima de indefinição em todos os envolvidos.

Pepê é um dos jogadores mais valorizados do Grêmio nesta temporada. (Foto:Divulgação)
Pepê é um dos jogadores mais valorizados do Grêmio nesta temporada. (Foto:Divulgação)

Antes do Bayern de Munique, o Ajax, da Holanda, que comprou Antony recentemente, também havia manifestado interesse ao empresário de Pepê. Entretanto, os holandeses não chegaram a nenhum valor concreto até o último momento das negociações, diferentemente do PSV, que chegou a uma oferta de 15 milhões de euros (R$84,4 milhões), mas ainda abaixo dos 20 milhões de euros (cerca de R$ 114 milhões) pedidos pelo clube gaúcho.

Xodó da torcida, Pepê é uma espécie de 12º jogador do Grêmio. Na atual temporada, tem dois gols marcados em cinco partidas. No clube desde 2016, quando foi contratado junto ao Foz do Iguaçu, soma 87 partidas e 18 gols. Seu contrato expira no final de 2022.