A derrota de 2x1 para o Aimoré no último domingo, em partida válida pela última rodada da fase de grupos do 1º turno do Campeonato Gaúcho, foi o marco das atuações do Grêmio neste início de temporada. Muito irregular, o time comandado pelo técnico Renato Portaluppi foi pouco criativo, e acabou sendo castigado pelo gramado difícil e pelo entrosamento do adversário, e além de ficar apenas com a 2ª posição de seu grupo, terá o primeiro clássico Gre-Nal da temporada no próximo sábado, no estádio Beira-Rio, pela semifinal do turno.

Após o revés, o técnico Renato Portaluppi afirmou que já esperava uma atuação difícil diante do Aimoré. Além do forte calor, o estado do gramado foi um agravante para que a atuação do time fosse prejudicada, de acordo com o técnico:

"Já previa durante a semana, calor muito forte, gramado não dos melhores. Mas acima de tudo a falta de ritmo de jogo do Diego e do próprio Thiago. Não adianta colocar em um calor desse e em campo desse, jogadores longe do 100%. O Luciano já jogou várias vezes por ali, por isso coloquei o Diego e não o Thiago com ele." afirmou o técnico.

Renato Portaluppi justificou escolhas na derrota de 2x1 para o Aimoré. (Foto:Divulgação)
Renato Portaluppi justificou escolhas na derrota de 2x1 para o Aimoré. (Foto:Divulgação)

Além disso, Renato justificou as trocas efetudas na segunda etapa, principalmente sobre a saída do meia Lucas Silva, que deixou a equipe mais exposta. Segundo Renato, a ideia foi colocar o time com mais alternativas no setor ofensivo, mesmo que corresse alguns riscos:

"Serve para treinador covarde, que tem medo de colocar o time para frente. Improvisei na última substituição o Patrick na lateral, porque o Cortez não fez uma boa partida. Não adiantava tirar um lateral pelo outro, procurei colocar a equipe para frente. Fizemos um gol, mas não chegamos ao resultado que a gente esperava. Agora é trabalhar, levantar a cabeça e pensar no próximo jogo. Vamos jogar o Gre-Nal." explicou o treinador.

O Grêmio volta aos treinamentos nesta segunda-feira, no CT Luiz Carvalho. O time terá os retornos de Matheus Henrique, Pepê, Phelippe Megiolaro e Caio Henrique, que estavam com a seleção brasileira sub-23, que chegam nesta terça-feira.