O Grêmio ainda segue com boas expectativas de que terá o atacante Pedro como a grande contratação do clube nesta janela de transferências. Mesmo com a dificuldade em um acerto com a Fiorentina e com a forte concorrência do Flamengo, o tricolor gaúcho trabalha de maneira forte em seus bastidores para tentar viabilizar a chegada do jogador.

Com propostas oficiais em mãos, o agente do jogador deve se reunir com a Fiorentina nesta semana para definir o futuro do jogador. A reunião do estafe de Pedro com a Fiorentina estava agendada já para esta segunda-feira. Mas o agente do jogador adiou a ida ao Velho Continente e, consequentemente, o desfecho da tratativa.

Tendo Pedro como a grande solução para seu setor ofensivo, o Grêmio se dispõe a fazer uma proposta de compra em definitivo do jogador. O clube gaúcho realizou uma sondagem formal à Fiorentina para saber sobre os valores e os moldes de uma possível negociação. Inicialmente, a diretoria gremista ouviu que os italianos só tinham interesse na venda do jogador. Os valores são fora da realidade atual do Grêmio, perto dos 10 milhões de euros (acima dos R$ 45 milhões).

Grêmio ainda trabalha nos bastidores para concluir a contratação de Pedro. (Foto:Divulgação)
Grêmio ainda trabalha nos bastidores para concluir a contratação de Pedro. (Foto:Divulgação)

Nos bastidores, a ideia da diretoria gremista é de que possa haver uma mudança na postura dos italianos, cogitando-se inclusive um acerto por empréstimo. A vontade do jogador em retornar ao futebol brasileiro, tendo em vista as Olimpíadas e uma possível volta à seleção brasileira, pode ser o fator primordial para uma liberação dos italianos.

Mas o desejo de atuar em solo brasileiro também surge com efeito contrário, como entrave. O Flamengo é outro interessado no centroavante, com intenção de contratá-lo por empréstimo. E Pedro está inclinado a voltar ao Rio de Janeiro, sua cidade natal. Além dos clubes brasileiros, o Porto, de Portugal, também tem interesse no jogador. O cenário deve ficar mais bem desenhado a partir da reunião na Itália.