O grande alvo do Grêmio para o setor ofensivo nesta janela de transferências está estabelecido: Trata-se do atacante Pedro, que está na Fiorentina. Após ver o meia argentino Pity Martínez cada vez mais distante, a diretoria do tricolor gaúcho sabe que precisa de um grande nome para o comando de ataque do time, e o brasileiro de 22 anos é visto internamente como o jogador perfeito para ser o fazedor de gols do Grêmio em 2020.

Entretanto, nem mesmo o grande interesse é capaz de pagar as cifras pedidas pelos italianos no momento. Isso porque a Fiorentina não cogita a possibilidade de realizar um empréstimo, alegando que precisa de recursos financeiros para realizar novas contratações. O principal alvo da "Viola" é o italiano Cutrone, que está de saída do Wolverhampton, da Inglaterra. Sendo assim, o interessado em tirar Pedro do futebol italiano terá que desembolsar valores próximos a 11 milhões de euros (cerca de R$49,5 milhões), que foi exatamente as cifras pagas pelo clube italiano ao Fluminense na compra do jogador.

Pedro é o principal alvo do Grêmio para esta janela de transferências. (Foto:Divulgação)
Pedro é o principal alvo do Grêmio para esta janela de transferências. (Foto:Divulgação)

Mais dois fatores dificultam a tratativa. Mesmo pouco aproveitado pela Fiorentina até aqui, Pedro não tem desejo de deixar o clube. O centroavante entende que está em processo de adaptação e tem boas perspectivas de ganhar minutos em solo italiano. Além disso, há a concorrência do Flamengo, que também tem o interesse no jogador. Pedro não conseguiu firmar-se no time italiano. Disputou apenas quatro partidas, totalizando 59 minutos em campo - sequer fecha um jogo. De quebra, ainda não balançou as redes.

Sem Pedro, o Grêmio inicia 2020 com Luciano como titular do ataque da equipe de Renato Gaúcho. O atacante fechou 2019 em alta no comando ofensivo. Já André e Diego Tardelli, apesar de terem contrato, devem ser negociados e estão fora dos planos gremistas para a temporada. Ainda tem Felipe Vizeu, que já deixou o clube.