Mesmo de férias no Rio de Janeiro, Renato Portaluppi - que teve seu contrato renovado com o Grêmio por mais uma temporada, mantém contato permanente com o presidente Romildo Bolzan e o executivo Klauss Câmara. O comandante técnico e a direção trabalham na montagem do grupo para 2020 e preparam uma mudança forte na fotografia do elenco, com até seis mudanças no time titular para o início da próxima temporada.

Se isso se confirmar, será a maior reformulação da equipe desde que Renato assumiu o clube, em setembro de 2016. Entre os alvos pretendidos pelo "Tricolor Gaúcho" no mercado, estão: um goleiro, dois laterais, um volante, um meia e um atacante. Todos em condições de disputar a titularidade e suprir as carências no elenco identificadas em 2019.

Até o momento, o Tricolor anunciou apenas um reforço - Víctor Ferraz foi envolvido em uma troca por Madson com o Santos e chega para ser o dono da lateral direita, ao menos no início da temporada. Sem a renovação de Léo Moura e com Leonardo Gomes, recuperando-se de cirurgia no joelho direito, com previsão de retorno apenas em maio, Ferraz sem dúvidas deverá ser o dono da posição no início de 2020.

A lateral esquerda também é uma das prioridades. Caio Henrique é o nome preferido até o momento e chegaria para disputar a posição com Bruno Cortez. O lateral disputou o Campeonato Brasileiro pelo Fluminense, mas pertence ao Atlético de Madrid, no entanto, aqui o clube gaúcho encontra certa dificuldade, uma vez que o Valencia acenou com uma oferta de 12 milhões de euros - algo próximo a R$ 54,6 milhões - o que inviabilizaria a situação. Guilherme Arana, ex-Corinthians foi outro que também chegou a estar no radar gremista. Para o meio de campo, a direção chegou a fazer uma investida por Raphael Veiga, mas o jogador do Palmeiras foi considerado caro e, no momento, não aparece como a solução viável.

Além dessas posições aqui já citadas, o Grêmio também está no mercado em busca de um volante e já tem o seu perfil traçado. A busca é por um jogador que alie altura, intensidade e técnica. O reforço deve ganhar chances de imediato, com as ausências de Maicon e Matheus Henrique; lembrando que o ex-capitão passará por cirurgia no joelho em janeiro e ficará fora de ação no início do ano. Já Matheus Henrique começa a temporada cedido para a seleção brasileira sub-23 - no Pré-Olímpico da Colômbia.

Para o ataque, a busca é por um centroavante titular, capaz de fazer a torcida esquecer as temporadas ruins de André e Diego Tardelli. Conforme já adiantado pelo presidente Romildo Bolzan, os dois atacantes não devem permanecer em 2020 e aguardam interessados para serem negociados. Porém, o Grêmio não tem ninguém em sua mira para essa posição no momento.

Para completar, o Grêmio ainda procura por mais um goleiro para concorrer com Paulo Victor, criticado por falhas em jogos decisivos na temporada. O nome de Vanderlei - do Santos, foi debatido, mas a situação não avançou. O atual titular tem contrato válido até dezembro de 2022 e ficará no clube, mas pode ter a posição ameaçada em caso de alguma contratação.