De fato, o Grêmio deve continuar a reformulação feita em seu elenco para a próxima temporada. Em entrevista à Rádio Gaúcha na noite da última quinta-feira, o presidente do clube, Romildo Bolzan Jr. , admitiu que três jogadores devem deixar o Grêmio nesta janela de transferências: André, Rômulo e Diego Tardelli. Segundo o mandatário gremista, a hostilidade e a rejeição por parte da torcida foi o principal ponto que fez o Grêmio optar por negociar ou dispensar estes atletas:

O presidente gremista começou destacando a situação do meia Rômulo, que teve a sua permanência especulada, e que após muitas críticas da torcida, foi entendido pela diretoria que não havia mais condições e clima para o jogador ficar no clube:

Além de Rômulo, André e Tardelli se encaixam no perfil de reclamações dos gremistas, o que impede qualquer situação de permanência do trio.

"É praticamente desumano o que acontece com o jogador (Rômulo). É uma pessoa fantástica. As redes sociais não têm o direito de destruir reputações, carreiras e trazem um ambiente totalmente indigno. Não vejo situação de permanência do Rômulo justamente por essas reações." afirmou.

Romildo prosseguiu ao falar sobre André:

"Todo discurso que valeu pelo Rômulo, vale para o André. Ele também tem que dar um passo na carreira, e não é mais aqui. Não tem mais ambiente de trabalho. Pode fazer uma temporada boa, mas a partir da segunda, terceira partida que não fizer, vai acontecer isso. Não podemos deixar que o jogador passe o ano inteiro aqui sangrando, com dificuldade de desempenhar."

O caso de Diego Tardelli se assemelha ao de André, mas com um ponto importante: Outros clubes já fizeram consultas sobre a situação do camisa 9. Ele e André possuem contrato em vigor com o Grêmio. Portanto, os times interessados precisariam compor o negócio, com a compra definitiva, empréstimo e até troca. Porém, não há propostas oficiais, conforme Bolzan.