Depois da importante vitória sobre o Athletico na última quarta-feira, pela semifinal da Copa do Brasil, o Grêmio trabalhou para resolver assuntos internos no restante da semana. E, dentre outras ações, a mais importante dela foi a renovação de contrato com o meia Jean Pyerre, que vem obtendo grande destaque na temporada.

O clube anunciou a renovação no final da tarde desta quinta-feira. O novo vínculo passa a valer até 2023 - o anterior ia até o final de 2021. A multa rescisória estipulada no contrato é a maior da história do clube: 120 milhões de euros (R$ 535,3 milhões, na cotação atual).

Em sua terceira temporada no time profissional, Jean Pyerre virou titular do Grêmio com Renato Gaúcho desde o início do ano. Ao todo, o meia soma 34 jogos, com cinco gols marcados na temporada.                                                                                                                

Sua história no clube, porém, é bem mais longa. O meia chegou às categorias de base do Grêmio aos nove anos. Desde então, o atleta é lapidado como grande joia do clube ao lado do meia Lincoln. Com a mesma faixa etária, ambos dividiam o protagonismo de sua categoria, mas o colega acabou perdendo espaço e foi negociado com o Santa Clara, de Portugal.