Diversos clubes europeus se interessaram no futebol do atacante Éverton após o jovem jogador se tornar artilheiro da última edição da Copa América. Com várias sondagens, esperava-se que várias propostas também eram esperadas na mesa dos dirigentes gremistas, o que acabou não acontecendo, pois de acordo com informações da imprensa gaúcha, apenas uma proposta de cerca de 30 milhões de euros e outra proposta de 45 milhões de euros do futebol chinês. Entretanto, ambas foram recusadas.                                                                        

O futuro de Cebolinha ainda é incerto. Mas uma nova guinada já começa a traçar seu plano de viagem com a Itália como ponto de desembarque mais provável, com o Napoli como candidato "favorito" na corrida por sua contratação. Ainda em julho, os meios de imprensa do Rio Grande do Sul noticiaram que o clube italiano entrara na briga pelo atacante, com a sinalização de uma oferta na casa dos 35 milhões de euros, ainda abaixo do pretendido pelo Grêmio. Nesta terça-feira, o jornalista italiano Gianluca DiMarzio noticiou que os napolitanos retomaram as conversas pelo atleta. 

A janela de transferências para a Itália encerra apenas em 2 de setembro, com mais 26 dias pela frente. Pessoas ligadas a Everton dão como certa uma saída a ser sacramentada nos próximos sete a 10 dias.

Apesar de não ser mais o procurador do atleta, Veloz é quem tem a prioridade e conduz conversas com clubes europeus. À medida que as equipes definem saídas e chegadas, o agente "mapeia" possíveis focos de negociações. O PSG é outro clube que tem interesse em Everton.