Não é apenas Tardelli: Grêmio vive sina de altos investimentos com pouco retorno

Perfil de contratações do time gaúcho coloca em xeque os investimentos feitos pelo clube nas últimas temporadas. Caso de Diego Tardelli destaca esta situação.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

A inesperada e complicada situação do atacante Diego Tardelli no Grêmio traz para a torcida gremista um "filme de terror" sobre os grandes investimentos feitos pela diretoria do clube nos últimos anos. Após conseguir uma grande reconstrução financeira, alguns jogadores contratados pelo clube gaúcho ficaram muito a quem das expectativas. 

E o que incomoda o clube gaúcho, além do desempenho em campo, é o custo do atacante. É certo que ele chegou sem custos após encerrar seu contrato na China, mas seus vencimentos batem a casa de R$ 1 milhão por mês. Ao final dos três anos de contrato, o Grêmio desembolsaria quase R$ 34 milhões.

Diego Tardelli ainda divide opiniões no Grêmio. (Foto: Grêmio FBPA)Diego Tardelli ainda divide opiniões no Grêmio. (Foto: Grêmio FBPA)

 

Mas Diego Tardelli não é o único nessa situação. O clube e o atacante lutam contra uma sina de jogadores de ataque que chegaram com alto custo ao clube e não vingaram, alguns tendo inclusive deixado a equipe.

O PRIMEIRO INVESTIMENTO

A primeira grande contratação feita pelo tricolor gaúcho foi o meia Miller Bolaños. Após grandes temporadas de destaque no Emelec, o jogador custou cerca de 5 milhões de dólares ( aproximadamente 20 milhões de reais) aos cofres do tricolor, e firmou um contrato de três temporadas. 

Entretanto, o que era empolgação acabou se tornando uma grande decepção ao torcedor gremista. O primeiro fato negativo foi a lesão no maxilar, onde o jogador acabou fraturando o queixo em uma dividida logo em seu primeiro clássico gre-nal. Depois disso, o jogador praticamente não atuou com a camisa do clube gaúcho e acabou saindo em 2017, para o Tijuana, do México. 

Bolaños custou cerca de 20 milhões de reais ao Grêmio em 2016. ( Foto: Divulgação)Bolaños custou cerca de 20 milhões de reais ao Grêmio em 2016. ( Foto: Divulgação)

 

A DECEPÇÃO NA CAMISA 9

No início de 2018, o tricolor gaúcho conseguiu, após grande novela, a contratação de um atacante de referência: André.  Depois de meses de negociação, o Grêmio conseguiu a liberação com o Sport, e contratou André por cerca de 10 milhões de reais por 70% dos direitos econômicos do jogador.

Todavia, o jogador ainda não conseguiu se firmar no time de Renato Portaluppi e é muito criticado por grande parte da torcida e da imprensa. Mesmo com a desconfiança, o técnico gremista ainda tem esperança de que o atacante irá se recuperar.

André ainda busca afirmação e recuperação no Grêmio. (Foto: Divulgação)André ainda busca afirmação e recuperação no Grêmio. (Foto: Divulgação)

 

OUTRA DECEPÇÃO EM 2018

Um dos jogadores pedidos pelo técnico Renato Portaluppi nesta janela de transferências, o atacante Marinho foi apresentado pelo tricolor no meio do ano passado. O custo de cerca de 10 milhões de reais para tirar o jogador do futebol chinês empolgou a torcida, mas logo acabou trazendo um grande prejuízo, pois Marinho apresentou fraquíssimo rendimento nos poucos meses em que defendeu a camisa do Grêmio. 

Marinho foi contratado pelo Grêmio na metade de 2018. (Foto: ZH)Marinho foi contratado pelo Grêmio na metade de 2018. (Foto: ZH)

 

Sem retorno desportivo, o Grêmio acertou a troca do jogador com o Santos, no negócio que trouxe o zagueiro David Braz à Arena.

O retrospecto realmente não é nada positivo para o clube gaúcho, que investiu alto para trazer Tardelli e não quer se desfazer tão fácil assim. O atacante fez uma postagem recente em suas redes sociais dizendo estar feliz e reafirmando seu desejo de seguir no clube.

 

Mais sobre: gremio
Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal