Após o momento conturbado da equipe nesta temporada, o técnico do Grêmio, Renato Portaluppi concedeu entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, no CT Luiz Carvalho. Dentre vários assuntos, o mais polêmico foi o afastamento do meia Luan, que fará trabalhos físicos especiais:

"Hoje falei com ele, tive uma conversa muito boa com ele. A gente quer o Luan de volta, que chegou a Seleção Brasileira, que foi o melhor da América, a gente quer o Luan de volta, por isso ele vai fazer mais trabalhos na parte física".

Luan foi o mais criticado pela torcida, principalmente após a derrota para a Universidad Católica, na última quinta-feira. Sobre o baixo desempenho na competição continental, o treinador tentou amenizar o clima, e pedir o apoio da torcida:

"Em dois anos nós tiramos o clube de uma fila de anos sem títulos, então não é porque em 2 ou 3 jogos que o time não dá resultado, que tudo isso acabou. Quero falar para o torcedor que eu sei que a nível de Libertadores a equipe ainda não deu um resultado positivo." comentou.

"O Grêmio ainda continua vivíssimo nas competições que disputa. E se por acaso não se classificar na Libertadores, isso pode acontecer. O Grêmio não vai poder ganhar todas as que disputa, mas sigo confiante na classificação."

O Grêmio volta a campo neste domingo, às 16h, contra o São Luiz, na Arena, em jogo válido pela segunda partida da semifinal do campeonato gaúcho. Para avançar à final do estadual, o tricolor precisa vencer por qualquer placar. Na próxima quarta-feira, o clube enfrenta o Rosário Central, pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores da América. A vitória é obrigatória para o clube seguir vivo na competição continental.